Repositório Digital

A- A A+

Reflexão sobre um processo educativo com pacientes com diabetes mellitus tipo 2 no ambulatório do Hospital Nossa Senhora da Conceição

.

Reflexão sobre um processo educativo com pacientes com diabetes mellitus tipo 2 no ambulatório do Hospital Nossa Senhora da Conceição

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reflexão sobre um processo educativo com pacientes com diabetes mellitus tipo 2 no ambulatório do Hospital Nossa Senhora da Conceição
Autor Evers, Sandra Maria Schroeder
Orientador Raupp, Barbara
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Práticas Pedagógicas para a Educação em Serviços de Saúde.
Assunto Grupo Hospitalar Conceição.
Saúde
Resumo Neste estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa trazemos a descrição, a reflexão e a avaliação da experiência com um Grupo Educativo de pacientes portadores de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) atendidos no ambulatório do Hospital Nossa Senhora da Conceição em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A pesquisa teve como objetivos principais: a) avaliar o processo educativo do Grupo Educativo; b) conhecer a opinião dos profissionais de saúde envolvidos no atendimento destes pacientes sobre o Grupo Educativo. O trabalho foi realizado em duas partes distintas: formação de um Grupo Focal com 4 pacientes freqüentadores das reuniões do Grupo Educativo e por 2 profissionais de saúde – uma Nutricionista e um Assistente Social; entrevista semi-estruturada com 4 médicos. A avaliação do Grupo Educativo se deu através da interpretação da transcrição da gravação da reunião com o Grupo Focal e das respostas obtidas na entrevista com os médicos. Essa avaliação foi norteada pelo que os participantes achavam da metodologia, das técnicas aplicadas, dos materiais e da linguagem utilizados, dos relacionamentos estabelecidos e das implicações que as reuniões tiveram no dia-a-dia dos participantes. Da parte dos médicos, procurou-se verificar quais eram as repercussões do Grupo Educativo nos seus processos de trabalho. A partir da interpretação dos dados, percebemos que as reuniões do Grupo Educativo possibilitaram espaço para autonomia, manifestação da diversidade, troca de experiências, escolhas alimentares dos pacientes direcionadas para a sua patologia, promoção do autocuidado e conhecimento da DM2. Para os médicos entrevistados, o Grupo Educativo representa uma forma de melhorar a qualidade do atendimento aos portadores de DM2, abrangendo um maior número de pessoas e aproximando o paciente do profissional de saúde. Dessa forma, entendemos que o Grupo Educativo possibilitou a criação de vínculo de confiança entre os participantes e os profissionais de saúde, tornando-se um espaço não só para o auxílio no tratamento do DM2, mas espaço de acolhimento e escuta.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/32957
Arquivos Descrição Formato
000760529.pdf (337.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.