Repositório Digital

A- A A+

Estudo da interação entre Aedes aegypti e Acanthamoeba polyphaga

.

Estudo da interação entre Aedes aegypti e Acanthamoeba polyphaga

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da interação entre Aedes aegypti e Acanthamoeba polyphaga
Outro título Study of interaction between aedes aegypti and acanthamoeba polyphaga
Autor Saucedo, Eder Moraes
Orientador Silva, Onilda Santos da
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Acanthamoeba
Aedes aegypti
Simbiose
[en] Acanthamoeba polyphaga
[en] Aedes aegypti
[en] Endosymbionts
Resumo A interação entre microrganismos endossimbiontes e mosquitos tem sido amplamente estudada. Tais estudos visam encontrar alternativas para o controle biológico de mosquitos vetores. Recentemente foi descrito que Acanthamoeba polyphaga é capaz de infectar Aedes aegypti, mosquito vetor do vírus da dengue. Visando entender melhor sobre esta interação, estudaramse aspectos comportamentais e de desenvolvimento de mosquitos alimentados com A. polyphaga, em condições de laboratório. Além disso, procurou-se localizar os sítios de infecção destas amebas no interior do corpo dos mosquitos, através de cortes histológicos. Nas condições em que os testes foram feitos, as amebas contribuíram para o aumento de produção de ovos de Ae. aegypti. Da mesma forma, não produziram patologias nos insetos, uma vez que não houve morte dos mesmos, durante o desenvolvimento dos bioensaios. Algumas amebas que serviram de alimentação às larvas, escaparam à barreira da membrana peritrófica e à resposta de defesa do mosquito, invadindo outras regiões do corpo das larvas e dos adultos. As amebas são encontradas nas formas de cistos e trofozoítos, indicando que o micro-habitat intestinal e do corpo gorduroso não parecem ser muito lesivos para as mesmas. Os resultados obtidos até a data indicam a importância da continuidade dos estudos. Também é importante estudar outros processos associados à resposta imune dos mosquitos quando as amebas conseguem escapar as barreiras de defesa e invadir outros locais do corpo.
Abstract The interaction between endosymbiont microorganisms and mosquitoes have been widely studied. Such studies have the aim to find alternatives for biological control of mosquitoes. Recently it was reported that Acanthamoeba polyphaga is able of infecting Aedes aegypti the vector mosquito of dengue viruses. In order to better understand such interaction, we studied some biological aspects and development of mosquitoes that fed on A. polyphaga, in laboratory conditions. Furthermore, we tried to clarifying the sites of infection of these amoebae inside the mosquitoes body, using histological sections. In conditions where the tests were done, the amoebas contributed to the increased of egg production of Ae. aegypti. Likewise, no pathologies were observed in the insects, since no death was observed, during the development of bioassays. Some amoebas served as food to the larvae escaped the barrier of the peritrophic membrane, as well as the defense response of the mosquito, invading other body regions of larvae and adults. Amoebas are found in the forms of cysts and trophozoites, indicating that the intestinal micro-habitat and body fat did not appear to be especially harmful to them. The results to date indicate the importance of continuing such studies. It is also important to study other processes associated with the immune response of mosquitoes when amoebae escape the defense barriers and invade other body sites.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/33250
Arquivos Descrição Formato
000788929.pdf (1.690Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.