Repositório Digital

A- A A+

Estado nutricional e consumo de alimentos das crianças cadastradas no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do município de Lagoa dos Três Cantos-RS

.

Estado nutricional e consumo de alimentos das crianças cadastradas no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do município de Lagoa dos Três Cantos-RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estado nutricional e consumo de alimentos das crianças cadastradas no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do município de Lagoa dos Três Cantos-RS
Autor Schaffazick, Ana Luiza
Orientador Schuch, Ilaine
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Consumo de alimentos
Estado nutricional
Nutrição do lactente
Vigilância nutricional
Resumo A sociedade brasileira vive um período em que, apesar da fome e da desnutrição ainda estarem presentes, são crescentes as prevalências de obesidade. Este é um processo que tem sido denominado de transição nutricional. Este trabalho é um estudo transversal com universo de 62 crianças cadastradas no SISVAN, menores de 10 anos, residentes no município de Lagoa dos Três Cantos, Rio Grande do Sul. Foram avaliadas as características gerais, o estado nutricional e o consumo alimentar das crianças. A maioria reside na zona urbana; o grau de instrução materna é bom - 41,9% completaram o ensino médio e 9,7% das crianças nasceram com baixo peso. Observaram-se 1,6% de déficit de estatura e 12,9%, 10% e 9,6% de excesso de peso para os índices antropométricos peso/idade, peso/altura e IMC/idade, respectivamente. Já para o consumo alimentar foram encontradas significativas prevalências de ingestão de frutas, legumes/verduras, feijão, leite/derivados e carnes, havendo um declínio no consumo desses alimentos, com o aumento progressivo da idade, com exceção da carne. A maioria das crianças consumiu guloseimas em até três dias da semana. A prática de alimentar-se assistindo à televisão foi de 36,4%. E os aspectos negativos da pesquisa foram: baixas taxas de aleitamento materno exclusivo até os seis meses e o alto consumo precoce de refrigerantes e sucos industrializados. Esses resultados apontam a necessidade e importância dos programas de vigilância nutricional e educação em nutrição e saúde, direcionados às crianças, para, assim, prevenir doenças crônicas não transmissíveis e melhorar a qualidade de vida dessa população.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/34067
Arquivos Descrição Formato
000789816.pdf (1.125Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.