Repositório Digital

A- A A+

Um agir micropolítico e pedagógico intenso : a humanização entre laços e perspectivas

.

Um agir micropolítico e pedagógico intenso : a humanização entre laços e perspectivas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um agir micropolítico e pedagógico intenso : a humanização entre laços e perspectivas
Autor Ceccim, Ricardo Burg
Merhy, Emerson Elias
Resumo Este artigo aborda os desafios de uma estratégia brasileira no sistema de saúde para melhorar a qualidade da sua resposta assistencial e gerencial, a Política Nacional de Humanização. Independentemente de análise política, conceitual ou de resultados, discute a humanização do corpo na saúde por meio do confronto com suas reificações na clínica, tal como presentes na soberania dos sistemas profissionais sobre as práticas, na disciplinarização que legitima as condutas do tipo diagnósticoprescrição ou na disseminação de mecanismos que, em nome da longevidade dos indivíduos, estancam a produção de singularidade da vida. As noções de “corpo de órgãos”, “corpo exórgãos” e “corpo sem órgãos” foram usadas para problematizar a clínica (atenção) e a noção de laços e perspectivas, para discutir a transformação de realidades (gestão). A educação e a participação são tematizadas como indissociáveis da atenção e gestão.
Abstract This paper deals with the challenges of a Brazilian strategy for the healthcare system to improve the quality of its caregiving and managerial response, i.e. the National Humanization Policy. Independent of political, conceptual or results analysis, it discusses the humanization of the healthcare body by means of comparison with its reifications in clinical practice, as seen in the sovereignty of the professional systems regarding practices, in the disciplinarization that legitimizes diagnostic/prescriptive conduct or in the dissemination of mechanisms that, in the name of individuals’ longevity, staunch the production of the singularity of life. The notions of the body of organs, body ex-organs and body without organs are used to question clinical practice (care) and the notion of ties and perspectives to discuss the transformation of realities (management). Education and participation are defined as indissociable from care and management.
Contido em Interface : comunicação, saúde, educação. Botucatú. Vol. 13, supl 1 (2009), p. 531-542
Assunto Educação em saúde
Humanização da assistência
[en] Body without organs
[en] Healthcare education
[en] Healthcare work
[en] Humanization of assistance
[en] Medicalization
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/34279
Arquivos Descrição Formato
000714890.pdf (85.64Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.