Repositório Digital

A- A A+

Trabalho e gênero : a produção de masculinidades na perspectiva de homens e mulheres

.

Trabalho e gênero : a produção de masculinidades na perspectiva de homens e mulheres

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho e gênero : a produção de masculinidades na perspectiva de homens e mulheres
Autor Eccel, Cláudia Sirangelo
Grisci, Carmem Ligia Iochins
Resumo Neste artigo, analisam-se as relações de gênero no trabalho na ótica da masculinidade e propõe-se uma ampliação do foco dos estudos de gênero na Administração no Brasil. Ainda que os sujeitos masculinos do trabalho sejam amplamente estudados, é importante considerá-los da perspectiva de gênero e não apenas como sujeitos-padrão do trabalho, norma da qual as mulheres se distanciam. A presente pesquisa objetivou analisar como os ideais de masculinidade hegemônica engendrados em uma organização afetam a construção de estilos de vida de homens e mulheres. Os dados analisados à luz das teorias pós-estruturalistas indicaram que o contexto organizacional atua na produção e valorização de determinados estilos de masculinidade que se tornam hegemônicos em detrimento de outros. Além disso, as análises possibilitaram a compreensão das dinâmicas da masculinidade na organização pesquisada mediante os processos de subjetivação. Como contribuição teórica para os estudos organizacionais, esta pesquisa possibilita um olhar sobre as relações de poder e hierarquização entre as masculinidades, e não apenas a dominação do masculino sobre o feminino.
Abstract This article examines gender relations at work regarding the issues of masculinity, and argues for widening the focus of gender studies within the organizational field in Brazil. Although male workers are widely studied, it is important to consider the gender perspective, questioning the idea of standard workers, from which norm women are detached. This study aims to analyze how hegemonic masculinity ideals produced in the context of an organization are experienced, and how they affect the life-styles of men and women. Data analyzed in the light of the post-structuralist theory pointed out the organizational context as active in the production and enhancement of certain styles of masculinity, which become hegemonic, in detriment of others. Furthermore, the analysis enabled an understanding of the dynamics of masculinity in the organization under study, considering the processes of subjectification. As a theoretical contribution to the organizational field, this study offers a view of power relations and hierarchies among masculinities, rather than only male domination over women.
Contido em Cadernos EBAPE.BR. Rio de Janeiro. Vol. 9, n. 1 (mar. 2011), p. 57-78
Assunto Estudos organizacionais
Gênero
Masculinidade
Subjetividade
Subjetividade e trabalho
[en] Gender
[en] Masculinity
[en] Organizational studies
[en] Subjectivity
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/34311
Arquivos Descrição Formato
000784892.pdf (379.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.