Repositório Digital

A- A A+

Dispersão anemófila de esporangiospóros de Plasmopara viticola em cultivos protegido e convencional de videira

.

Dispersão anemófila de esporangiospóros de Plasmopara viticola em cultivos protegido e convencional de videira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dispersão anemófila de esporangiospóros de Plasmopara viticola em cultivos protegido e convencional de videira
Outro título Aerial dispersion of Plasmopara viticola spores in covered and conventional cultivation of grapevine
Autor Chavarria, Geraldo
Santos, Henrique Pessoa dos
Fin, Emanuela
Sônego, Olavo Roberto
Garrido, Lucas da Ressurreição
Marodin, Gilmar Arduino Bettio
Resumo No presente trabalho, foram avaliadas as taxas de dispersão anemófila de esporangiósporos de Plasmopara viticola nos ciclos de 2005/06 e 2006/07 e sua correlação com o microclima, em vinhedo sob cobertura plástica e em cultivo convencional. Foi utilizado vinhedo comercial da cultivar Moscato Giallo (Vitis vinifera L.), localizado em Flores da Cunha-RS (29° 06’S, 51° 20’O, 541 m). Este foi coberto com plástico impermeável tipo ráfia (160 μm), de 12 fileiras com 35 m, deixando-se cinco fileiras sem cobertura (controle). O microclima do vinhedo foi avaliado próximo ao dossel vegetativo, em ambos tratamentos, considerando: temperatura, umidade relativa, velocidade do vento e precipitação pluvial. A presença de esporos em cada área foi determinada por coletores de esporos, utilizando fitas transparentes, untadas com solução adesiva de gelvatol. Semanalmente, as fitas foram retiradas das armadilhas e postas em lâminas de microscopia, das quais, em cada ciclo, foram selecionadas 20, dias de cada sistema de cultivo e analisado com auxílio de microscópio. O vinhedo sob cobertura plástica apresentou maior quantidade de dispersão anemófila de esporangiósporos de Plasmopara viticola. Maiores dispersões anemófilas destes esporangiósporos foram observadas no período da tarde, independentemente do sistema de cultivo.
Abstract In the present study it was evaluated the aerial dispersion rate of Plasmopara viticola spores during 2005/06 and 2006/07 seasons and their relation with microclimate under covered and conventional cultivation of grapevine. A commercial vineyard of Moscato Giallo cultivar (Vitis vinifera L.) in Flores da Cunha, RS (29° 06’S, 51° 20’W, 541 m) was used. It comprised twelve rows of plants covered with a transparent plastic (raffia type - 160 μm) and five uncovered rows of plants, each row with 35m of length. The microclimate was evaluated, in terms of air temperature, air relative humidity, wind speed and pluvial precipitation above the canopy in both treatments. Two spore traps were installed in each treatment by using transparent tapes with gelvatol. Every week, the tapes were retrieved and mounted on slides for microscopy, randomly selected 20 days in each treatment and season, where the number of trapped spores was determined. The covered vineyard showed the highest amount of aerial dispersion of spores Plasmopara viticola. Regardless of the cultivation in the afternoon period, it was observed higher dispersion.
Contido em Revista Brasileira de Fruticultura. Cruz das Almas, Ba. Vol. 31, n. 3 (set. 2009), p. 710-717
Assunto Fitossanidade
Plasticultura
Uva
[en] Disease management
[en] Fungal diseases
[en] Mildium
[en] Plasticulture
[en] Vitis vinifera
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/34358
Arquivos Descrição Formato
000788350.pdf (694.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.