Repositório Digital

A- A A+

Presença de ar no sistema de abastecimento de água: influências na macro e micromedição

.

Presença de ar no sistema de abastecimento de água: influências na macro e micromedição

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presença de ar no sistema de abastecimento de água: influências na macro e micromedição
Autor Miranda, Isis dos Santos Lima
Orientador Marques, Marcelo Giulian
Co-orientador Tonial, Fernanda de Carli
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho aborda a presença de ar no sistema de abastecimento de água, as suas consequências e qual a sua influência nos equipamentos de medição de vazão comumente utilizados. Sabe-se que a presença de ar nas tubulações ocasiona erros nas medições dos pontos de consumo, mas esses dependem da quantidade de ar no sistema, do tipo de rede e de medição (equipamento, precisão, entre outros). Entretanto são poucos os estudos que indicam qual é a influência do ar que pode estar na rede, o que resulta também na falta de conhecimento a respeito dos erros que essas quantidades acarretam nas medições. Por meio de informações encontradas na literatura especializada buscou-se formar uma base teórica a respeito dos assuntos abrangidos pelo tema através de uma abordagem ampla partindo do Sistema de Abastecimento de Água. Para tanto são apresentados os componentes do sistema com suas devidas definições e participação no conjunto. Em seguida, é feita uma apresentação de alguns dos aparelhos de medição de vazão mais utilizados ao longo da rede de abastecimentos de água (hidrômetro, medidor eletromagnético, turbina intrusiva seção plena, microturbina e medidor Parshall) e demais conceitos a eles relacionados. O problema foi analisado experimentalmente para a verificação da influência do ar na tubulação para diferentes condições de trabalho dos aparelhos de medição. Os dados resultantes desses ensaios foram comparados a fim de verificar a influência do ar em cada um dos medidores utilizados. Por fim, foi possível chegar a conclusões a respeito dos erros acarretados em cada equipamento e as diferenças entre si, relacionadas aos diferentes princípios de funcionamento de cada. Pôde-se, portanto, comprovar a veracidade das afirmações a respeito da extrapolação das medidas na presença de ar. A maioria dos medidores apresentou leituras superiores, com exceção da microturbina que deixou de funcionar e da calha Parshall, que conforme esperado por se tratar de um canal com escoamento à superfície livre, não teve qualquer alteração direta. Através dessa análise se pode ter noção dos prejuízos acarretados aos consumidores e ao órgão responsável pelo sistema.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/34404
Arquivos Descrição Formato
000789709.pdf (4.285Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.