Repositório Digital

A- A A+

Reservatórios de água em edificações multifamiliares: análise do dimensionamento do volume útil

.

Reservatórios de água em edificações multifamiliares: análise do dimensionamento do volume útil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reservatórios de água em edificações multifamiliares: análise do dimensionamento do volume útil
Autor Schmidt, Jeferson Luiz
Orientador Wartchow, Dieter
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Em edificações com sistema de distribuição indireta de água, o abastecimento das unidades habitacionais é realizado por um reservatório superior, sendo necessário que o projetista dimensione o volume útil deste reservatório. Este volume é diretamente dependente da estimativa de população e consumo de água da edificação. E que tem seus valores estabelecidos através de parâmetros empíricos fornecidos pelas normas de cada cidade. Mas hoje em dia são necessários projetos cada vez mais exatos e otimizados, sem perdas, e as crescentes discussões sobre edificações sustentáveis e sobre o uso racional de água modificam o padrão de consumo de cada edificação individualmente. É importante, portanto, na fase de projeto, questionar quais características da edificação podem ser consideradas para um dimensionamento mais otimizado deste reservatório, evitando assim desperdícios e custos desnecessários. Este trabalho visa verificar, através de pesquisa bibliográfica e levantamento de dados reais de consumo de água e número de moradores, qual o possível percentual de influência que quatro características presentes nas edificações têm sobre um dimensionamento hidráulico do reservatório. As características pesquisadas são: a medição individualizada, pois age diretamente na percepção de consumo do usuário e também permite identificar mais rapidamente perdas por vazamentos; o aproveitamento de água da chuva e reúso de água cinza, que evita o uso de água potável na bacia sanitária; o uso de aparelhos hidráulicos economizadores, que utilizam menos água em seu acionamento; e a verificação da classe social dos ocupantes, que avalia o perfil de consumo dos moradores. O estudo teórico de cada uma destas características mostrou que todas têm importante papel na análise de projetos mais otimizados dos reservatórios e podem ter influência nos resultados finais dos projetos. Já no estudo prático, através do número de moradores e consumo real de água realizado em quatro edificações de Porto Alegre, foi verificado que existe sim a possibilidade de diferenciação de parâmetros de dimensionamento para projetos em edificações com diferentes características e que é possível, através desta análise, tornar mais otimizado o dimensionamento dos reservatórios.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/34405
Arquivos Descrição Formato
000789711.pdf (2.444Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.