Repositório Digital

A- A A+

Estudo geotécnico de um colúvio da rodovia RS/115: simulação de fluxo d’água

.

Estudo geotécnico de um colúvio da rodovia RS/115: simulação de fluxo d’água

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo geotécnico de um colúvio da rodovia RS/115: simulação de fluxo d’água
Autor Bobermin, Mariane Paula
Orientador Bressani, Luiz Antonio
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho versa sobre o estudo de um colúvio localizado na RS-115, entre os km 23+400 e 23+600, e que, atualmente, serve de leito para a rodovia. Esta massa de solo se apresenta em constante processo de rastejo, sendo formada pela alteração da encosta proveniente de rochas vulcânicas da Formação Serra Geral e assente sobre o arenito da Formação Botucatu. Este tipo de talude está geralmente ligado a processos de instabilização, que normalmente são agravados pelos altos níveis pluviométricos que ocorrem na estação chuvosa do clima subtropical de altitude, no qual está inserido o colúvio. Aconteceram estudos na área por parte da empresa Azambuja Engenharia e Geotecnia Ltda., no ano de 1998, e pelo engenheiro Alexandre Nichel, no ano de 2010, através da realização de sua dissertação. Nestes estudos ocorreram investigações geotécnicas que contribuíram para a execução desta pesquisa, bem como a sugestão de uma solução de estabilização dos movimentos do colúvio: implantação de drenos sub-horizontais e poço para coleta das águas. Neste trabalho foi ampliada a pesquisa sobre o solo coluvionar e foi analisada a resposta do colúvio quanto à implantação do sistema de drenagem, através do programa SEEP/W, que permite a análise do fluxo de água no terreno através do Método dos Elementos Finitos. Fizeram-se considerações sobre a anisotropia do solo em relação aos valores de condutividade hidráulica vertical e horizontal, e a ocorrência de camadas mais pedregulhosas entre a massa coluvionar. Os resultados das análises do programa SEEP/W foram transferidas para o programa SLOPE/W, que verificou a estabilidade do talude, através do Método do Equilíbrio Limite. Com isso concluiu-se que a presença de camadas pedregulhosas na massa coluvionar facilita a drenagem e portanto apresentou menores níveis d’água e pressões. Já a anisotropia quanto à condutividade hidráulica influencia na resposta da encosta apresentando maiores níveis d’água no terreno e maiores pressões, porém que não foram significativas ao caso estudado. Ao final pode-se afirmar que o sistema de drenagem sugerido por Nichel (2011) respondeu de maneira positivas às propostas sugeridas neste trabalho, apresentando fatores de segurança quanto a estabilidade maiores que 1,3.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/34408
Arquivos Descrição Formato
000789732.pdf (3.277Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.