Repositório Digital

A- A A+

Dispersão da capacidade de carga calculada: avaliação em função da heterogeneidade do solo

.

Dispersão da capacidade de carga calculada: avaliação em função da heterogeneidade do solo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dispersão da capacidade de carga calculada: avaliação em função da heterogeneidade do solo
Autor Winter, Daniel
Orientador Schnaid, Fernando
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O presente trabalho trata da análise da dispersão da capacidade de carga de estacas estimada através de métodos empírico-estatísticos, através do qual se buscou avaliar a influência dos diferentes tipos de solos e sua variabilidade. Foram utilizados no estudo três ensaios SPT, standart penetration test, para cada obra em um total de cinquenta casos estudados, sendo esse um número usual de ensaios por terreno para obras convencionais, seguindo a Norma Brasileira vigente. Para cada obra foi calculada a capacidade de suporte para todos os seus ensaios através dos métodos Aoki-Velloso e Decourt-Quaresma, para duas opções de fundações profundas, sendo a primeira uma estaca escavada, sem o uso de lama bentonítica, com diâmetro de 500 mm e a segunda, cravada pré-moldada de concreto, com o mesmo diâmetro. Não foram feitas considerações específicas quanto às impossibilitações executivas, como por exemplo, a execução de estaca escavada sem o uso de lama bentonítica em uma cota inferior ao nível do lençol freático ou a cravação de estacas pré-moldadas de concreto em alguns tipos de solos muito resistentes. A partir dos dados obtidos realizou-se uma análise na qual se obteve uma média das dispersões máximas dos valores da capacidade de suporte de todos os terrenos para as hipóteses escolhidas. Com esta análise chegou-se a conclusão que o método Decourt-Quaresma é menos sensível a heterogeneidade do que o método Aoki-Velloso, pois, a classificação de materiais deste é mais simplificada e que esta dispersão é menor para o caso de estacas escavadas, com o método de Aoki-Velloso o tipo de estaca não interfere na dispersão dos resultados. As dispersões de resultados obtidas nas análises para todas as hipóteses avaliadas em pouquíssimos casos ultrapassou um valor que comprometeria a segurança da obra, devido ao Fator de Segurança utilizado igual a 2. Devido a estas dispersões não seguirem um distribuição normal, pois tratam-se de máximos, sendo assim, a curva de probabilidade é assimétrica em relação a média, estas não foram avaliadas estatisticamente utilizando-se de ferramentas como o desvio padrão, e sim através de gráficos por faixas de dispersão e a média aritmética dos resultados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/34522
Arquivos Descrição Formato
000789674.pdf (12.79Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.