Repositório Digital

A- A A+

Aproveitamento de água de chuva: comparação econômica entre reservação superior e inferior em edificação comercial de múltiplos pavimentos

.

Aproveitamento de água de chuva: comparação econômica entre reservação superior e inferior em edificação comercial de múltiplos pavimentos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aproveitamento de água de chuva: comparação econômica entre reservação superior e inferior em edificação comercial de múltiplos pavimentos
Autor Zancanella, Rodrigo
Orientador Camaño Schettini, Edith Beatriz
Co-orientador Dornelles, Fernando
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O presente estudo realiza uma comparação econômica entre dois sistemas de aproveitamento de água de chuva. Um com o reservatório principal no pavimento térreo, que exige bombeamento da água para um pequeno reservatório no topo da edificação, e outro no qual o bombeamento é eliminado, pois possui um único reservatório no topo da edificação. Para tal, foram realizadas dezoito simulações, com volumes de reserva que variaram de 5 m³ até 90 m³. A análise comparativa consiste em uma estimativa dos custos iniciais de construção não comuns aos dois sistemas e de uma análise financeira de tempo para retorno do investimento através da extrapolação do fluxo de caixa para um horizonte de 75 anos, prevendo reajustes anuais dos benefícios e das despesas de acordo com suas variações históricas. A demanda por água não potável na edificação se restringiu ao consumo das bacias sanitárias, à limpeza das áreas de uso comum e à rega dos jardins. Os valores adotados para os gastos com energia elétrica foram aqueles referentes ao ano de 2011 e praticados no município de Porto Alegre/RS pela CEEE, concessionária responsável por sua distribuição. A edificação utilizada caracteriza-se como sendo um prédio comercial de múltiplos pavimentos, situado no município supracitado. A partir da análise do período de equivalência econômica entre ambas soluções de reservação, constatou-se que o método alternativo só se mostrou financeiramente viável para capacidades de reservatório de até 65 m³. Salienta-se ainda que o melhor resultado encontrado foi para um volume de reserva de 35 m³, capacidade na qual apontou-se a menor diferença entre os custos de implantação atrelada a um nível de atendimento à demanda de água potável satisfatório em virtude do reduzido extravasamento.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/34526
Arquivos Descrição Formato
000789740.pdf (5.186Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.