Repositório Digital

A- A A+

Prevalência, fatores de risco e alterações clínicas e laboratoriais na infecção pelos hemoplasmas canino e felino em cães no Hospital Veterinário da Universidade de Passo Fundo

.

Prevalência, fatores de risco e alterações clínicas e laboratoriais na infecção pelos hemoplasmas canino e felino em cães no Hospital Veterinário da Universidade de Passo Fundo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência, fatores de risco e alterações clínicas e laboratoriais na infecção pelos hemoplasmas canino e felino em cães no Hospital Veterinário da Universidade de Passo Fundo
Outro título Prevalence, risk factors, laboratorials findings on canine and feline hemoplasma infection in dogs from Veterinary Teaching Hospital at Universidade de Passo Fundo
Autor Valle, Stella de Faria
Orientador Diaz Gonzalez, Félix Hilário
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Bioquímica clínica veterinária
Cirurgia veterinaria
Hemoplasma
Micoplasma
Morfolologia
Patologia veterinaria
[en] Hemotropic mycoplasma
[en] Mycoplasma haemocanis
[en] Polimerase chain reaction
[en] ‘Candidatus Mycoplasma haemominutum’
Resumo Os micoplasmas hemotróficos (hemoplasmas) são organismos pleomórficos, epicelulares, gram negativos que infectam a superfície dos eritrócitos de diversas espécies. Devido ao fato de ser incultivável em meios de cultura tradicionais, o diagnóstico é baseado em técnicas moleculares. Em cães, a infecção pelos hemoplasmas pode causar anemia hemolítica na fase aguda, enquanto na doença crônica os sinais são inaparentes, sendo que a imunodepressão e a esplenectomia podem desencadear a doença aguda. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a prevalência dos hemoplasmas em cães submetidos a atendimento clínico e cirúrgico no Hospital Veterinário da Universidade de Passo Fundo (HV-UPF), identificar os fatores de risco para infecçao pelos hemoplasmas e as condições clínicas na infecção natural. Para isso, foram selecionadas amostras de sangue com EDTA submetidas com propósito diagnóstico ao Laboratório de Análises Clínicas do HV-UPF. Após a verificação do controle da extração (PCR para o gene GAPDH), as amostras foram encaminhadas ao Department of Comparative Pathobiology, Purdue University (IN, USA) para as análises moleculares. Foi realizada reação em cadeia da polimerase (PCR) para os hemoplasmas felinos (‘Candidatus Mycoplasma turicencis’, ‘Candidatus Mycoplasma haemominutum’) e caninos (Mycoplasma haemocanis e ‘Candidatus Mycoplasma haematoparvum’). Ao total, foram analisadas 347 amostras, sendo que 16 foram negativas para o controle GAPDH e excluídas do estudo. A prevalência para hemoplasma foi de 6,4% (21/331) sendo 5,1% (17/331) para Mycoplasma haemocanis e 1,8% (6/331) para um organismo geneticamente semelhante ao hemoplasma felino ‘Candidatus Mycoplasma haemominutum’. Não foram encontradas amostras positivas para ‘Candidatus Mycoplasma turicencis’ e ‘Candidatus Mycoplasma haematoparvum’. Os cães positivos para hemoplasmas tinham como fatores de risco a presença de ectoparasitas (carrapatos e/ou pulgas), idade avançada e habitavam em casa. Embora tenha sido identificada a presença de correlação entre as neoplasias e feridas causadas por brigas com outros cães e a infecção pelos hemoplasmas, tais resultados foram atribuídos a uma influência da idade e a presença de ectoparasitas. Não houve variações hematológicas e bioquímicas em decorrência da infecção pelo Mycoplasma haemocanis. Refere-se, no presente estudo, o primeiro estudo relacionando a freqüência da infecção pelos hemoplasmas em cães no Brasil.
Abstract The hemotropic mycoplasmas (haemoplasmas) are pleomorphic epicellular and gramnegative organisms that do not grow in conventional culture media. The organisms infect the red blood cell surface of several species and nowadays the diagnosis is based on molecular techniques. In dogs, the acute infection causes severe hemolytic anemia, while in the chronic disease the clinical signs are unapparent. In addition splenectomy or immunosuppression may result in the acute disease. The aims of the present study were to evaluate the prevalence of haemoplasmas in dogs that were submitted to clinical or chirurgical procedures at the Veterinary Teaching Hospital of the University of Passo Fundo (UPF-HV), to identify the risk factors for infection and the clinical conditions of haemoplasma natural infection. EDTA blood samples that were submitted for diagnosis purpose at the Laboratório de Análises Clínicas of the HV-UPF were randomly selected and clinical data were obtained from the hospital database. After DNA extraction and the internal control, the samples were sent to the Department of Comparative Pathobiology at the Purdue University (IN, USA), School of Veterinary Medicine, for molecular analysis. A polymerase chain reaction (PCR) for feline haemoplasmas ('Candidatus Mycoplasma turicencis' and 'Candidatus Mycoplasma haemominutum') and canine haemoplasmas (Mycoplasma haemocanis and 'Candidatus Mycoplasma haematoparvum') was performed. A total of 347 samples were analyzed, while 16 were negative for the control GAPDH and excluded from the study. The total prevalence was 6.4% (21/331), 5.1% (17/331) for Mycoplasma Haemocanis and 1.8% (6/331) for an organism genetically similar to feline 'Candidatus Mycoplasma haemominutum' and no samples were found positive to 'Candidatus Mycoplasma turicencis' and 'Candidatus Mycoplasma haematoparvum'. The haemoplasma positive dogs lived at private homes, are old and were in contact with ectoparasites (ticks and/or fleas). Although it was identified a positive correlation between neoplasic disease, wounds caused by dog fights and the haemoplasma infection, these results were attributed to the influence of age and the vector. Hematological and biochemical variations were not identified at Mycoplasma haemocanis positive samples. This is the first study frequency of haemoplasma infection in dogs in Brazil.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/34680
Arquivos Descrição Formato
000792345.pdf (1.424Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.