Repositório Digital

A- A A+

Entre a palavra pênsil e a escuta porosa : [investigações sob proposições sonoras]

.

Entre a palavra pênsil e a escuta porosa : [investigações sob proposições sonoras]

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Entre a palavra pênsil e a escuta porosa : [investigações sob proposições sonoras]
Autor Stolf, Maria Raquel da Silva
Orientador Fervenza, Helio Custodio
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.
Assunto Arte contemporânea
Arte sonora
Escuta
Instalações sonoras
Proposição sonora
Ruído
Silêncio : Arte
Som
[en] Acoustic silence
[en] Noise
[en] Non-sense
[en] Porous listening
[en] Sonorous proposition
[en] Sound
[en] Suspended word
Resumo Esta pesquisa apresenta investigações teóricas interseccionais à produção de “proposições sonoras” (agrupadas em CDs de áudio) que podem ser desdobradas em instalações, ações, intervenções, vídeos, fotografias, textos e desenhos. Para tanto, busca-se pensar ressonâncias, intersecções, desvios e deslocamentos entre sons, textos e contextos, propondo articulações entre algumas questões que atravessam minha produção, perguntas que partem das proposições realizadas. São elas: como articular relações entre a palavra (escrita e falada), a leitura e a escuta através de minhas proposições? Como colocar a escrita e a escuta em suspensão? Como oscilar ou suspender um texto? Como propor uma escuta que perceba e pense modulações entre barulho, ruído e rumor? Como propor uma escuta de silêncios? Como são concatenados meus CDs de áudio e de que modo ocorrem os desdobramentos das proposições sonoras em instalações, ações sonoras e vídeos? A nuvem de perguntas acima dialoga com uma série de autores e está atrelada a trabalhos agrupados em três blocos co-implicados: “Palavra pênsil”, “Barulho, ruído e rumor” e “Silêncio acústico”. Nesses blocos, aborda-se: o uso de palavras em proposições artísticas, que pressupõe um processo de escrita em que a palavra ocupa espaço e solicita tempo, que pende e se torna “palavra-partitura”, catalisando desdobramentos sonoros e experiências acústicas; a questão da escuta, propondo-se estremecê-la e exercitá-la como uma escuta que absorve os ruídos do entorno, que percebe e reinventa variações entre barulho, ruído e rumor (palavras-conceitos definidos a partir de suas espessuras etimológicas e a partir das proposições apresentadas); investigações em torno de conceitos de silêncio: o silêncio enquanto suspensão de sentido, rumor incessante e uma espécie de silêncio que transita semanticamente na própria escuta.
Abstract This study presents intersectional theoretical research about the production of “sonorous propositions” (grouped in audio CDs) that can be applied in installations, actions, interventions, videos, photographs, texts and designs. To do so, it considers resonances, intersections, deviations and movement between sounds, texts, and contexts, proposing articulations between questions that are raised in my production that spring from the propositions realized. They are: how to articulate relations between the word (written and spoken) and reading and listening through my propositions? How can writing and listening be placed in suspension? How can a text be oscillated or suspended? How can a listening be proposed that perceives and considers modulations between noise, din and rumbling? How can a listening to silences be proposed? How are my audio CDs concatenated and in what way are the sonorous propositions developed in the installations, sonorous actions and videos? This cloud of questions dialogs with a series of authors and is related to works grouped in three related sets: “Suspended word,” “Noise, din and rumble” and “Acoustic silence.” Within these sets the use of words in artistic propositions is approached, which presupposes a writing process in which the word occupies space and solicits time, which becomes suspended and becomes a “word-score,” catalyzing sonorous developments and acoustic experiences; the question of listening proposes to rattle and exercise it as a listening that absorbs the surrounding din, which perceives and reinvents variations between noise, din and rumble (conceptual words defined by their etymological depth and based on the propositions presented); investigations around the concepts of silence: silence as suspension of sense, incessant rumble and a type of silence that semantically travels within listening itself.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/34774
Arquivos Descrição Formato
000792925.pdf (8.524Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.