Repositório Digital

A- A A+

Fatores ambientais e estrutura organizacional em prefeituras gaúchas

.

Fatores ambientais e estrutura organizacional em prefeituras gaúchas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores ambientais e estrutura organizacional em prefeituras gaúchas
Autor Gehrke, Laerde Sady
Orientador Fracasso, Edi Madalena
Data 1993
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Administração municipal
Estrutura organizacional
Organizações
Teoria contingencial
Resumo O objetivo desse estudo foi investigar relações entre o ambiente externo e a estrutura organizacional das Prefeitura Municipais no Estado do Rio Grande do Sul. Para o desenvolvimento deste estudo buscou-se orientação na teoria contingencial e vários estudos empíricos, que demonstram a influência do ambiente externo na configuração da estrutura organi zacional das organizações. Dos 244 municípios existentes no Rio Grande do Sul em 1986, foi extraída uma amostra aleatória estratificada pelo tamanho da população de 56 municípios. Foram calculados coeficientes de correlação e análise de variãncia representando o ambiente externo e as variáveis relativas à estrutura complexidade, tamanho e componente administrativo. Constatou-se que, pela ordem, a população, o grau de dependência financeira, a idade e o grau de urbanização do município são as variáveis ambientais que e stão mais fortemente associadas ao tamanho e ao grau de complexidade da estrutura organizacional dos municípios, e o grau de industrialização e a área geográfica, embora significativos, são menos relevantes para tal. Não foram identificadas relações significativas entre as variáveis ambientais e o componente administrativo. Os dados sugerem que as pressões político-sociais tem maior influência na configuração da estrutura organizacional dos municípios do que as necessidades oriundas do apoio às atividades econômicas.
Abstract The goal of this study was to investiqate the relationships between the externai environment and the organizational structure of Municipal Governments Ân the State of Rio Grande do Sul. The framework for this study was based on the continqency theory and several empirical studies, which demonstrated the influence of the externai environment on the configuration of the organizational structure of organizations. For the study, a sampie of 56 municipalites, stratified by number of inhabitans, was extracted from a population of municipalities that existed, in 1986, in the State of Rio Grande do Sul. The reiationships between environmental variables and the variables that represented the organizational structure of the municipalities levei of complexity, size and administrative component - were sought through the calculation of correlation coefficients and anaiysis of variance. The results showed that municipalities that have more population, more financial resources at their discretion, are oider and more urbanized tend to have a more complex structure and more employees. Meanwhile the degree of industrialization or dedieation to agrieultural activities tend to have a smaller effeet over the configuration of the municipalities. No signifieant relationship was found between the environmental variabies and the administrative component that is the distribution of employees between ends and means activities. In conclusion the data suggests that social-political factors are more influent than economic factors in the configuration of the municipalities' executive structure.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/34822
Arquivos Descrição Formato
000115456.pdf (4.396Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.