Repositório Digital

A- A A+

Avaliação das características de secagem dos grãos de soja

.

Avaliação das características de secagem dos grãos de soja

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação das características de secagem dos grãos de soja
Autor Möhler, Bruno Cardozo
Orientador Cassini, Aline Schilling
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo A soja possui alto valor nutricional agregando um alto teor protéico, que é de grande interesse para a indústria de alimentos. O grão pode ser usado tanto para alimentação de animais como para alimentação de humanos. Porém, sua composição química é extremamente complexa e varia de acordo com o tipo genético, solo de cultivo, clima da região, entre outros. Porém, esta, precisa ser tratada antes de ser consumida, devido à existência de fatores antinutricionais em sua composição. A aplicação de calor é fundamental para a inativação destes fatores que, além disso, é de extrema importância também no processo de estocagem da soja, pois a umidade contida no grão colabora para o aparecimento de fungos e insetos e acelerara a taxa de respiração do grão, principal fator de perda de massa durante a estocagem. A diminuição da umidade dos grãos de soja é obtida a partir da secagem destes grãos antes da estocagem dos mesmos. Este tratamento térmico, entretanto, não pode ser demasiado severo em termos de tempo e/ou temperatura, pois, assim como os fatores negativos, os nutrientes da soja também podem ser destruídos com a aplicação de calor. O objetivo deste trabalho é, portanto, levantar as curvas de secagem dos grãos de soja, submetidos à secagem primária, e comparar diferentes condições de temperatura e velocidade do ar de secagem no teor final de umidade atingido pelo grão. O ajuste dos dados experimentais obtidos a modelos clássicos disponíveis na literatura é também avaliado no decorrer do trabalho. Para as curvas de secagem, constatou-se que a variação da velocidade do ar de secagem pouco influencia na cinética de secagem, entretanto, a temperatura é um fator que provoca grande influência na retirada de umidade dos grãos de soja. Os resultados experimentais das curvas teóricas foram ajustadas de forma eficiente para os modelos estudados no intervalo de valores de temperatura e velocidade do ar utilizados experimentalmente, mostrando que qualquer um dos modelos testados poderia ser utilizado para prever o comportamento das curvas de secagem dos grãos de soja nas condições estudadas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35186
Arquivos Descrição Formato
000792961.pdf (895.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.