Repositório Digital

A- A A+

Modelo COSMO-SAC como ferramenta de engenharia química

.

Modelo COSMO-SAC como ferramenta de engenharia química

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modelo COSMO-SAC como ferramenta de engenharia química
Autor Gerber, Renan Pereira
Orientador Soares, Rafael de Pelegrini
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo Uma variedade de modelos tem sido proposta para descrever a dependência do coeficiente de atividade com a composição da mistura e a temperatura. Estes modelos se focam na energia livre de Gibbs em excesso (Gex). Recentemente Klamt (1995) propôs uma perspectiva completamente nova para a termodinâmica da fase líquida. Em contraste com os modelos de Gex existentes, como os de contribuição de grupos (UNIFAC), Klamt partiu da solvatação das moléculas em um condutor e desenvolveu o COnductor-like Screening Model for Real Solvent (COSMO-RS) que, em princípio, pode ser usado para determinar o coeficiente de atividade de qualquer espécie em qualquer mistura através de cálculos de mecânica quântica. Estes modelos permitem prever propriedades termo-físicas sem quaisquer dados experimentais. Neste trabalho será apresentado uma variação do modelo porposto pro Klamt, o modelo COSMO-SAC, que encontra-se implementado no programa computacional JCOSMO. Será feita uma introdução ao modelo explicando a teoria envolvida e como os cálculos são desenvolvidos, explicando o significado de cada um dos termos e equações do modelo. Um dos objetivos deste trabalho é tornar a tecnologia COSMO mais conhecida e facilitar a sua compreensão. Foi realizada uma análise qualitativa que permite entender muito bem porque algumas moléculas têm tanta afinidade, enquanto outras não. Além disso, estudos de caso quantitativos foram utilizados para avaliar a predição do COSMO-SAC para substâncias que não formem ligação de hidrogênio, desprezando esta contribuição no modelo. Foi realizada a predição do coeficiente de atividade em diluição infinita de 10 alcanos em 27 solventes, apresentando resultados com razoável precisão. No último estudo de caso, o COSMO-SAC foi utilizado para predizer a seletividade de sete solventes para a separação da mistura benzeno/ciclohexano/ciclohexeno.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35202
Arquivos Descrição Formato
000792990.pdf (2.612Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.