Repositório Digital

A- A A+

Suscetibilidade do cultivo de arroz irrigado ás condições múltiplas de estresse:desenbalanço de ferro e temperatura

.

Suscetibilidade do cultivo de arroz irrigado ás condições múltiplas de estresse:desenbalanço de ferro e temperatura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Suscetibilidade do cultivo de arroz irrigado ás condições múltiplas de estresse:desenbalanço de ferro e temperatura
Autor Beauvalet, Cíntia Silva
Orientador Azzolini, Marisa
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Ambiental: Bacharelado.
Assunto Genetica vegetal
Resumo Oscilações na produtividade do arroz são ocasionados por estresses abióticos, como desbalanço de ferro e temperaturas baixas. O objetivo do trabalho foi avaliar a interação dos efeitos de múltiplos estresses abióticos sobre parâmetros fotossintéticos do arroz irrigado. O trabalho foi realizado em duas etapas. Na primeira, sementes de arroz da cultivar IRGA 424 foram germinadas em areia, e, quando em estádio V1, as plantas fora transferidas para solução nutritiva contendo diferentes concentrações de ferro: 100μM (controle), 1μm (deficiente) ou 4000μM (excessiva), e submetidas a diferentes tratamentos de temperatura: 28°C (controle) ou 10°C (frio). Foram realizadas medidas de fluorescência da clorofila em cinco ocasiões, antes da exposição ao frio, e após 24, 48, 72 e 96 horas, e, no final, as plantas foram secas em estufa para determinação da massa da matéria seca. Na segunda etapa, foram utilizadas três cultivares com níveis diferentes de tolerância ao ferro: IRGA 409 (sensível), IRGA 424 (tolerante) e EPAGRI 108 (tolerante). As sementes foram germinadas em vermiculita e as demais etapas procederam como no experimento anterior. Foi analisada também a capacidade de recuperação das plantas da cultivar IRGA 424, nas quais foi realizada mais uma medida após retirada condição de frio. Foi possível observar que plantas das cultivares IRGA 424 e EPAGRI 108 podem apresentar tolerância à toxidez de ferro sob temperatura de 28°C, porém apresentar sensibilidade à combinação de estresse por excesso de ferro e temperatura baixa. Observou-se também que plantas da cultivar IRGA 409 apresentaram tolerância ao excesso de ferro nos dois tratamentos de temperatura. No entanto, mostrou sensibilidade a deficiência de ferro, tanto a 10°C, quanto a 28°C.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35280
Arquivos Descrição Formato
000783108.pdf (5.815Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.