Repositório Digital

A- A A+

Padrão de susceptibilidade a glicopeptídicos e Beta-lactâmicos em Paenibacillus spp. isolados de água e solo

.

Padrão de susceptibilidade a glicopeptídicos e Beta-lactâmicos em Paenibacillus spp. isolados de água e solo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Padrão de susceptibilidade a glicopeptídicos e Beta-lactâmicos em Paenibacillus spp. isolados de água e solo
Autor Billodre, Raisa Gasiorowski
Orientador Corção, Gertrudes
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Resistência a antimicrobianos
Resumo A transferência da resistência a antimicrobianos mediada por elementos móveis é uma das causas de disseminação de genes de resistência para outras espécies bacterianas. Antimicrobianos da classe dos glicopeptídicos e dos β-lactâmicos atuam inibindo a síntese da parede celular bacteriana, a resistência aos primeiros já foi reportada em isolados de Paenibacillus sp., todavia ainda não existem dados em relação aos -lactâmicos. Estas bactérias são bacilos Gram-positivos capazes de produzir esporos, são encontrados em diversos ambientes como solo, água, rizosfera, materiais vegetais e muitas das suas espécies apresentam resistência a antimicrobianos e podem atuar como reservatório destas características. Sessenta e um isolados do solo e água foram analisados frente a nove antimicrobianos: dois glicopeptídeos (vancomicina e teicoplanina) e sete β-lactâmicos (piperacilina-tazobactam, aztreonam, ceftazidima, meropenem, cefotaxima, ceftriaxona e amoxicilina + ác. clavulânico) pelo método de disco-difusão. Para detecção de produção de β- lactamases de espectro estendido (ESBL), foi utilizada a técnica de disco-aproximação. Todos os isolados foram suscetíveis a meropenem e piperacilina-tazobactam. Foram obtidos 98,36% dos isolados sensíveis a teicoplanina, 96,72% a vancomicina, 85,25% a amoxicilina + ác. clavulânico, 54,1% a ceftriaxona, 22,95% a cefotaxima, 4,92% a ceftazidima e 1,64% a aztreonam. Um total de 36 (59,02%) isolados foram considerados produtores de ESBL, 16 (26,23%) isolados foram resistentes a três ou mais antimicrobianos. Os resultados obtidos revelam a possível presença β-lactamases tipo AmpC e derivadas de TEM.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35309
Arquivos Descrição Formato
000793783.pdf (308.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.