Repositório Digital

A- A A+

Modelagem de distribuição geográfica dos répteis ameaçados de extinção no sul do Brasil e análise de áreas prioritárias para conservação

.

Modelagem de distribuição geográfica dos répteis ameaçados de extinção no sul do Brasil e análise de áreas prioritárias para conservação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modelagem de distribuição geográfica dos répteis ameaçados de extinção no sul do Brasil e análise de áreas prioritárias para conservação
Autor Alvares, Diego Janisch
Orientador Martins, Márcio Borges
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Distribuicao geografica
Répteis
Resumo Objetivo Os répteis, principalmente as serpentes, constituem um grupo de difícil amostragem, o que torna difícil a avaliação de espécies que são raras ou necessitam de ambientes extremamente preservados. Nesse contexto buscamos: 1) analisar a distribuição dos répteis ameaçados de extinção no sul do Brasil através de ferramentas de modelagem de distribuição geográfica e identificar áreas para amostragem futura 2) gerar propostas de áreas prioritárias para conservação baseadas no grupo e 3) analisar se as Unidades de Conservação existentes são representativas para essas espécies ameaçadas. Localização Região Sul do Brasil Métodologia Os modelos de distribuição foram gerados a partir do software MAXENT 3.3.3a. Para gerar a proposta de áreas prioritárias foram utilizadas duas propostas alternativas do software Zonation 2.0 com sobreposição das unidades de conservação existentes atualmente na área de estudo. Resultados Foram identificadas 23 espécies ameaçadas para o sul do Brasil e gerados seus respectivos modelos de distribuição potencial. Os valores de AUC foram analisados como indicadores de qualidade do modelo. As propostas de áreas prioritárias para conservação refletem a forte pressão que sofrem os ambientes florestais, campestres e costeiros. Conclusões A abordagem testada é apenas uma das possíveis. Mostramos a possibilidade de a partir de dados de ocorrência de espécies previamente consideradas ameaçadas, produzirmos uma análise mais completa sobre sua situação atual, quais áreas são representativas para esse grupo e quais ambientes ocupam potencialmente. De todos os ambientes considerados prioritários para conservação apenas uma área de Savana no centro do estado do Rio Grande do Sul não possui nenhuma unidade de conservação que represente a região.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35332
Arquivos Descrição Formato
000794745.pdf (3.033Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.