Repositório Digital

A- A A+

"Jogo da Vida" : a problemática da utilização de jogos com turmas ditas indisciplinadas em escolas da rede pública de Porto Alegre

.

"Jogo da Vida" : a problemática da utilização de jogos com turmas ditas indisciplinadas em escolas da rede pública de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "Jogo da Vida" : a problemática da utilização de jogos com turmas ditas indisciplinadas em escolas da rede pública de Porto Alegre
Autor Minotto, Juliane Borba
Orientador Collares, Darli
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Licenciatura.
Assunto Disciplina escolar
Ensino
[en] Agitation
[en] Games
[en] Playful activities
[en] Practical lessons
[en] Teachers
Resumo A origem da palavra escola tem relação com lazer e ocupação, porém esse significado foi perdido com o tempo, tornando a escola apenas um lugar de transmissão de saberes. A importância do lúdico para a aprendizagem escolar vem sendo trabalhada por muitos autores, como Lino de Macedo e Tânia Fortuna. Entretanto, devido à agitação de alguns alunos que compõem o corpo discente, muitos professores evitam utilizar jogos nas salas de aula, mesmo acreditando serem importantes para o processo de aprendizagem. Logo, o objetivo do presente trabalho foi investigar a forma de ação de professores de ciências em turmas que estes julgam indisciplinadas e/ou agitadas, considerando a realização de jogos e outras atividades lúdicas. Este trabalho organiza-se semelhantemente ao jogo de tabuleiro “Jogo da Vida” da Grow®. Assim como o referido jogo, este trabalho apresenta situações do cotidiano que são vencidas no decorrer de um percurso e, ao seu fim, deve-se repensar a “vida” que passou. Dessa forma, o cotidiano de alguns professores foi pesquisado, alguns perfis foram relatados e, ao final, as questões orientadoras desse trabalho foram analisadas com base nos autores lidos e nas experiências relatadas. Nove professoras de escolas estaduais de ensino fundamental de Porto Alegre foram entrevistadas, a fim de compor o perfil do grupo de docentes. Cinco perfis foram escolhidos para serem explorados e analisados nas questões norteadoras do trabalho. A maioria das professoras entrevistadas não realiza jogos com seus alunos em sala de aula. No entanto, algumas afirmaram que realizam outras atividades práticas, tais como experiências e vídeos. Com base nos cinco perfis analisados, foi possível identificar que a principal razão pela escolha da dinâmica a ser usada com a turma é a personalidade do professor, porém, em segundo lugar, está o comportamento da turma. Assim, se faz necessário um trabalho com os professores sobre o significado da agitação de seus alunos, para que estes possam encarar esse comportamento de forma construtiva e, possivelmente, melhorar a sua postura frente à utilização de atividades lúdicas em sala de aula.
Abstract The origin of the word school is related with pleasure and occupation. However, this sense is long lost, and the school became only a place to transmit knowledge. The importance of playful activities for the processes of learning has been discussed by Lino de Macedo and Tania Fortuna. Yet, because of the students’ agitation, many teachers avoid playing games in class. Thus, the aim of this study is to investigate the teacher’s actions concerning games and playful activities in agitated groups. This work is organized as The Game of Life, created in 1860 by Milton Bradley. Like the game, this monograph presents daily situations which are overcome during the way and, by the end, the player/reader should think about the “life” he has been through. The practices of few teachers have been elucidated, in order to compound their profile. Nine teachers from public elementary schools of Porto Alegre, Brazil, were interviewed for this work. Five of them were further analyzed in order to understand the daily school practices concerning games. Despite the fact that most of the interviewed teachers do not use games in class, some of them claimed to do practical lessons, such as experiments. Considering the fine profiles, it’s possible to say that the strongest reason to decide whether use or not a game in class is the teacher’s personality. In second place comes the student’s behavior. In other words, if the class is agitated the teacher avoids to use games or to do practical lessons with that group. Therefore, it’s important to work with these teachers so they understand the importance of playful activities with agitated groups. Furthermore, knowing this, maybe games and practical lessons would became part of the daily life in class.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35335
Arquivos Descrição Formato
000794413.pdf (245.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.