Repositório Digital

A- A A+

Avaliação in vitro da atividade antimicrobiana de um enxaguatório bucal contendo malva e de seus componentes

.

Avaliação in vitro da atividade antimicrobiana de um enxaguatório bucal contendo malva e de seus componentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação in vitro da atividade antimicrobiana de um enxaguatório bucal contendo malva e de seus componentes
Autor Moreira, Maurício José Santos
Orientador Hashizume, Lina Naomi
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Farmacologia e terapeutica
[en] Herbal medicine
[en] Hydroxyquinoline
[en] Malva sylvestris
[en] Mouthwash
[en] Tyrothricin
Resumo Os agentes antimicrobianos contidos nos enxaguatórios bucais visam o controle do biofilme dental, de forma que requerem pouca habilidade do indivíduo para a sua utilização, ao contrário do controle mecânico. Nos últimos anos, as pesquisas por produtos de origem natural com ação farmacológica têm crescido. Alguns destes vêm mostrando interessante atividade antimicrobiana, tal como a malva (Malva sylvestris). Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar in vitro a atividade antimicrobiana de um enxaguatório bucal contendo malva (Malvatricin®) e de seus componentes (tirotricina, quinosol e tintura de malva) sobre Streptococcus mutans, Lactobacillus spp. e um pool de microrganismos da cavidade bucal. A metodologia utilizada foi a da difusão em ágar-cilindro em placas. Utilizaram-se dez placas para cada microrganismo e foram testadas as seguintes soluções: clorexidina, tirotricina, Malvatricin®, quinosol e tintura de malva. As placas foram incubadas por 24 horas a 37°C em anaerobiose. Após 24 horas, mensuraram-se os diâmetros das zonas de inibição. Foram utilizados os testes de Kruskal-Wallis e U de Mann-Whitney para comparar o efeito de cada substância sobre os microrganismos testados. Os resultados mostraram que Malvatricin® apresentou atividade antimicrobiana sobre todos os microrganismos testados, ainda que menor do que a clorexidina que obteve as maiores zonas de inibição. O quinosol apresentou resultado semelhante ao de Malvatricin®, mostrando-se efetivo para inibir o crescimento microbiano de todos os microrganismos. A tirotricina e a tintura de malva apresentaram pouca ou nenhuma atividade antimicrobiana. Portanto, sugere-se que o produto comercial Malvatricin® apresenta atividade antimicrobiana contra Streptococcus mutans, Lactobacillus spp. e sobre um pool de microrganismos da cavidade bucal, e este efeito deve-se, principalmente, à ação do quinosol.
Abstract The antimicrobial agents contained in mouthwashes aim the dental biofilm control, so they require little individual's ability to use it, unlike the mechanical control. In recent years, it was observed an increase in researches on natural products with pharmacological activity. Some of these have shown interesting antimicrobial activity, such as Malva sylvestris. Thus, the purpose of this study was to evaluate in vitro the antimicrobial activity of a mouthwash containing Malva sylvestris (Malvatricin®) and its components (tyrothricin, hydroxyquinoline and Malva sylvestris dye) on Streptococcus mutans, Lactobacillus spp. and a pool of microorganisms from the oral cavity. The methodology used was the cylinder-agar diffusion plates. Ten plates were used for each organism and tested the following solutions: chlorhexidine, tyrothricin, Malvatricin®, hydroxyquinoline and Malva sylvestris dye. The plates were incubated for 24 hours at 37°C in anaerobiosis. After 24 hours, the diameters of inhibition zones were measured. The Kruskal-Wallis and Mann-Whitney U tests were used to compare the effect of each substance on the test microorganisms. The results showed that Malvatricin® present antimicrobial activity against all microorganisms tested, though smaller than the chlorhexidine which had the highest inhibition zones. The hydroxyquinoline showed similar result to Malvatricin®, being effective to inhibit microbial growth of all organisms. The tyrothricin and Malva sylvestris dye showed little or no antimicrobial activity. Therefore, it is suggested that the commercial product Malvatricin® showed antimicrobial activity against Streptococcus mutans, Lactobacillus spp. and on a pool of microorganisms from the oral cavity, and this effect is due mainly to the action of hydroxyquinoline.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35574
Arquivos Descrição Formato
000795166.pdf (564.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.