Repositório Digital

A- A A+

Existem estratégias para “alunos problemas” na escrita e na leitura?

.

Existem estratégias para “alunos problemas” na escrita e na leitura?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Existem estratégias para “alunos problemas” na escrita e na leitura?
Autor Neto, Elisabete Souza
Orientador Silva, Rosimeri Aquino da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Alfabetização
Dificuldades de aprendizagem
[en] "Student problem"
[en] Learning disabilities
[en] Literacy
Resumo A leitura é um processo de compreensão abrangente que envolve aspectos sensoriais, emocionais, intelectuais, fisiológicos, neurológicos, bem como culturais, econômicos e políticos. Para que a criança adquira os símbolos gráficos, ela precisa ter uma perfeita integridade sensorial e também a capacidade de integrar experiências não verbais, isto é, diferenciar um símbolo do outro, atribuir-lhe significado e retê-lo. Ao adquirir a linguagem auditiva, a criança vai diferenciar, por exemplo, o símbolo „casa‟ de outros símbolos que ouve e vai associar essa unidade auditiva ao objeto, assim torna-se capaz de recordá-lo ao falar com outras pessoas no futuro. Quando a criança não consegue reter e integrar na sua experiência o que ouve e vê, pode-se esperar que ela venha a manifestar dificuldades na leitura. As dificuldades de aprendizagem estão presentes no discurso de diversos professores alfabetizadores quando alguma criança não avança na aprendizagem da leitura e da escrita. Apesar disso os aportes teóricos existentes sobre o que elas são, pertencem a áreas tais como Psicologia, Psicopedagogia e mesmo Medicina, tomando essas dificuldades de maneira restrita a esses campos, quando nos falta uma fundamentação que as trate segundo uma perspectiva pedagógica, conforme constatamos em nossa pesquisa. A partir dos estudos de Vygotsky (1997) acreditamos que as dificuldades de aprendizagem podem ser ressignificadas teoricamente, quando consideramos que a elas se dão na interação entre alunos e professores em situações objetivas de ensino aprendizagem planejadas sistematicamente pelo professor (o outro mais experiente). Dessa forma, também as dificuldades são frutos dessas interações. Por outro lado, a compreensão do que é alfabetização também afeta como se entende as dificuldades de aprendizagem nesse processo. Nesse sentido, nos baseamos, principalmente, na psicogênese da língua escrita (1985) que explica como a criança aprende a ler/escrever.
Abstract Reading is a process that involves comprehensive understanding of sensory aspects, emotional, intellectual, physiological, neurological, as well as cultural, economic and political. For the child acquires the graphic symbols, it must have a perfect sensory integrity and also the ability to integrate non-verbal experiences, ie, a symbol to differentiate from each other, give it meaning and retain it. At the hearing acquire language, children will distinguish, for example, the symbol "home" for other symbols that hears and will associate this audio unit to the object thus becomes able to remember it when talking with others in the future. When the child can not retain and incorporate in your experience what you see and hear, you can expect that it will have difficulties in reading. Learning difficulties are present in the speech of many literacy teachers when a child is not progressing in reading and writing. Nevertheless the existing theoretical contributions on what they are, belong to areas such as Psychology, Educational Psychology and Medicine even taking these difficulties in a way restricted to these fields, when we lack a rationale that the second case an educational perspective, as found in our research. From the studies of Vygotsky (1997) believe that learning disabilities can be resignified theoretically, when you consider that they occur in the interaction between students and teachers in objective situations of teaching and learning systematically planned by the teacher (the other more experienced). Thus, also the difficulties are the result of these interactions. On the other hand, the understanding of what literacy also affects how we understand the difficulties of learning this process. Accordingly, we rely primarily on written language psychogenesis (1985) that explains how the child learns to read / write.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35813
Arquivos Descrição Formato
000815442.pdf (346.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.