Repositório Digital

A- A A+

O papel da afetividade no processo de aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais

.

O papel da afetividade no processo de aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O papel da afetividade no processo de aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais
Autor Leal, Aline Veloso
Orientador Brabo, Gabriela Maria Barbosa
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Afetividade
Aluno
Necessidades educacionais especiais
Resumo O presente trabalho apresenta como tema central o papel da afetividade no processo de aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais. A pesquisa apoiou-se no Projeto de Estágio Curricular relativo ao curso de graduação Licenciatura em Pedagogia, modalidade a distância, tendo sido realizado em escola pública da rede estadual localizada no município de Montenegro – RS. Os sujeitos da pesquisa constituíram-se em dez alunos de uma turma de classe especial, todos apresentando deficiência intelectual, além de outros comprometimentos. O período de estágio ocorreu entre os dias 12 de abril a 14 junho de 2010. O estudo apresentou a configuração de abordagem qualitativa, com o foco na pesquisa-ação, tendo como objetivos verificar qual a influência do desenvolvimento afetivo para o processo de aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais, levando em consideração sua individualidade e a maneira como estabelecem vínculos e relações de afeto; identificar quais aspectos podem contribuir para a formação da subjetividade e para o desenvolvimento do aprendizado. Desta forma, procurou-se elaborar estratégias pedagógicas que auxiliassem na melhoria das relações de afetividade do grupo e na interação social, apostando que tais ações refletiriam na melhoria do aprendizado. Além disso, foi trabalhado de maneira conjunta o estabelecimento de regras de convivência diária, bem como o cultivo do respeito mútuo, as relações afetivas entre os pares, os bons sentimentos, o compartilhamento de opiniões. Por se tratarem de alunos com necessidades educacionais especiais, muitas vezes acabam recebendo o estigma, ou melhor, o estereótipo errôneo de que alunos com deficiência têm mais dificuldade em seus relacionamentos socioafetivos e no cumprimento de regras de convivência diária. O que, na verdade, não procede, pois o desenvolvimento ocorre para todos os sujeitos, tenham eles necessidades educacionais especiais ou não. Com isso, comportamentos inadequados não podem ser justificados por via da deficiência. Assim, o projeto educativo primou pela construção de posturas de cortesia, desenvolvendo atitudes de responsabilidade, construção e desenvolvimento da autonomia, apropriação de atitudes de solidariedade e cooperação em diferentes situações cotidianas e em grupo, formação de vínculos afetivos, leitura do mundo, valorização do indivíduo como ser único, resgatando sua autoestima, instigando as relações sociais e a interação dos alunos com seu meio. Para tanto, buscou-se como principais referências os autores Lev Vygotsky e Henry Wallon, por se tratarem de autores que privilegiaram as relações entre afetividade e cognição, levando em conta as interações histórico-culturais. Por fim, buscou-se proporcionar um espaço de discussões, reflexões, apostando na capacidade de aprendizagem dos alunos e estimulando atividades que propiciassem a interação entre eles, desenvolvendo relações afetivas importantes para a formação da subjetividade de indivíduos respeitosos e futuros cidadãos de direitos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35819
Arquivos Descrição Formato
000815792.pdf (478.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.