Repositório Digital

A- A A+

Gerenciamento em enfermagem : percepção dos enfermeiros recém-egressos da UFRGS

.

Gerenciamento em enfermagem : percepção dos enfermeiros recém-egressos da UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gerenciamento em enfermagem : percepção dos enfermeiros recém-egressos da UFRGS
Autor Oliveira, Andréia Peres de
Orientador Dall'Agnol, Clarice Maria
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Administração hospitalar
Estudantes de enfermagem
Gerência : Enfermagem
Gestão em saúde
Resumo Estudo qualitativo, do tipo exploratório-descritivo, com o objetivo de conhecer a percepção dos enfermeiros recém-egressos da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul frente às situações de gerenciamento desenvolvidas durante os estágios curriculares do último ano da graduação. A coleta de dados ocorreu nos meses de março e abril de 2011, por meio de entrevistas semi-estruturadas, gravadas em áudio, com 12 recémformados que realizaram, enquanto acadêmicos, o Estágio Curricular I em unidades de internação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Após a transcrição literal das entrevistas, as informações foram submetidas à análise de conteúdo do tipo temática, emergindo duas categorias principais: Estratégias para o bom gerenciamento em enfermagem e Em busca de reconhecimento profissional. Os resultados apontaram que as situações de gerenciamento mais lembradas pelos entrevistados são aquelas em envolvem a falta de comunicação no trabalho, acarretando constrangimento e insatisfação entre os profissionais e acadêmicos. Também foram mencionadas aquelas que se referem a reuniões de trabalho como instrumento gerencial que visa promover a co-responsabilização e autonomia da equipe e as que sinalizam falhas de supervisão de enfermagem, as quais podem comprometer a assistência prestada ao paciente. Os participantes também relataram conflitos entre os mesmos e alguns membros da equipe de enfermagem, causando desconforto e insegurança durante o estágio e revelaram que alguns se sentem despreparados para gerenciar um setor e outros, seguros nessa competência, sinalizando que a introdução da prática gerencial deveria ser iniciada mais precocemente no curso. As experiências dos estágios estimularam os recém-formados a repensar sobre a prática gerencial, levando-os a engajar-se como articuladores entre as equipes, a compreender que cabe ao enfermeiro promover espaços democráticos para permitir o diálogo e a integração dos profissionais, bem como supervisionar as atividades da equipe. Desse modo, constatou-se que os acadêmicos, à medida que se inserem progressivamente no trabalho da enfermagem, percebem o gerenciamento como função essencial para que o enfermeiro consiga propiciar o cuidado adequado. Conclui-se, também, que ao mesmo tempo em que os acadêmicos deparam-se com situações conflituosas e desafiadoras, o enfrentamento das mesmas mostra-se necessário para o aprimoramento de seus atributos e habilidades como futuro enfermeiro.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35950
Arquivos Descrição Formato
000816066.pdf (1.129Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.