Repositório Digital

A- A A+

Gatilho da dor em pacientes com síndrome coronariana aguda

.

Gatilho da dor em pacientes com síndrome coronariana aguda

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gatilho da dor em pacientes com síndrome coronariana aguda
Autor Lemos, Dayanna Machado
Orientador Silva, Eneida Rejane Rabelo da
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Dor
Síndrome coronariana aguda
Resumo Introdução: A ocorrência da Síndrome Coronariana Aguda (SCA) depende de dois conjuntos de elementos: a placa aterosclerótica vulnerável e eventos ou gatilhos desencadeadores que levam a alterações desta placa. O principal sintoma desse evento é a dor torácica, nem sempre identificada pelo paciente como sendo de origem cardíaca. Existem vários fatores já confirmados como gatilhos desencadeadores e outros que ainda precisam ser demonstrados. No Brasil, há poucos estudos que investigaram estes gatilhos. Objetivo: Identificar o gatilho da dor em pacientes com o diagnóstico de SCA; verificar a freqüência do reconhecimento da dor pelos pacientes como um evento cardíaco. Métodos: Estudo transversal com banco de dados secundário que incluiu 148 pacientes com diagnóstico de SCA, maiores de 18 anos, internados em unidades de emergência ou terapia intensiva de dois hospitais do sul do Brasil. Foram selecionados aqueles que apresentavam a variável gatilho da dor, resultando em uma amostra de 105 pacientes. Resultados: 63 (60%) pacientes eram do sexo masculino, idade 61,5 ± 12 anos. Quando questionados sobre o gatilho da dor, 47 (45%) apresentaram os sintomas em repouso, 20 (19%) estavam dormindo, 19 (18%) praticavam exercício físico, 10 (9,5%) encontravam-se em alguma situação de estresse e 9 (9%) em outra atividade. Nenhum dos entrevistados referiu atividade sexual como gatilho; 67 (64%) dos pacientes reconheceram os sintomas como sendo um evento cardíaco, destes, a maioria já havia sofrido infarto prévio (P=0,021). Conclusão: A maioria dos pacientes reconheceu os sintomas como de origem cardíaca e estava em repouso quando estes iniciaram. O reconhecimento dos sintomas foi significativamente maior entre aqueles com infarto prévio.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35967
Arquivos Descrição Formato
000816272.pdf (800.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.