Repositório Digital

A- A A+

Avaliação dos registros da assistência pré-natal, segundo diretrizes do Programa de Humanização no pré-natal e nascimento, na estratégia de saúde da família Jardim Cascata em Porto Alegre, RS

.

Avaliação dos registros da assistência pré-natal, segundo diretrizes do Programa de Humanização no pré-natal e nascimento, na estratégia de saúde da família Jardim Cascata em Porto Alegre, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação dos registros da assistência pré-natal, segundo diretrizes do Programa de Humanização no pré-natal e nascimento, na estratégia de saúde da família Jardim Cascata em Porto Alegre, RS
Outro título Assessment of the prenatal assistance records, according to guidelines of the prenatal and newborn humanization program in the family health strategy of jardim cascata in Porto Alegre, RS
Autor Haas, Cimone Noal
Orientador Beghetto, Mariur Gomes
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Cuidado pré-natal
Enfermagem em saúde comunitária
Gestantes
[en] Community health nursing
[en] Pregnant women
[en] Prenatal care
Resumo A assistência pré-natal qualificada minimiza eventos relacionados à gestação, parto e puerpério nas mulheres e recém-nascidos. Desta forma objetivou-se estabelecer a proporção de acompanhamentos de pré-natal de baixo risco que atendam à recomendação do Ministério da Saúde, conforme diretrizes do Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento, no Programa Pré-Natal da Estratégia Saúde da Família Jardim Cascata, Porto Alegre, RS. Este estudo é uma coorte, de temporalidade histórica, de 95 gestantes, que realizaram acompanhamento pré-natal na Estratégia de Saúde da Família Jardim Cascata, entre abril de 2008 e maio de 2010. Os critérios do PHPN avaliados foram: (1) adesão ao pré-natal no primeiro trimestre; (2) realização de >6 consultas; (3) realização de testes laboratoriais; e (4) realização de consulta no puerpério. Todos os critérios preenchidos significaram “adequação” da assistência. Possíveis fatores associados à “adequação” foram avaliados por meio de teste t para amostras independentes, teste U de Mann-Wittney e qui-quadrado ou teste Exato de Fisher, conforme indicado.Foram realizadas 5,4 ± 3,4 consultas, 52% das mulheres iniciaram o pré-natal no primeiro trimestre, 53,7% fizeram >6 consultas, 84,2% realizaram todos os exames e 16,8% realizaram consulta de puerpério. Apenas 2,1% da Assistência Pré-Natal foram consideradas “adequadas”. Mulheres com companheiro e com maior número de filhos realizaram >6 consultas. Os registros da Assistência Pré-Natal na ESF Jardim Cascata demonstraram baixa adequação à totalidade dos critérios mínimos estabelecidos pelo PHNP. Poucos dos fatores avaliados parecem explicar esse cenário.
Abstract Qualified Prenatal assistance minimizes events related to pregnancy, childbirth and postpartum in women and newborns. Thus the objective of this study was to establish the proportion of Prenatal monitoring in low risk pregnancies that meet the recommendation of the Ministry of Health, according to guidelines from the Prenatal and Newborn Humanization Program (PHPN), in the Prenatal Program of Jardim Cascata’s Family Health Strategy (FHS), in Porto Alegre, RS. This study is a cohort of historical temporality of 95 pregnant women who did their prenatal monitoring at the Family Health Strategy of Jardim Cascata, between April 2008 and May 2010. The PHPN criteria were: (1) entry into prenatal care in the first quarter; (2) doing >6 doctor’s appointments; (3) doing laboratory tests; and (4) doing postpartum doctor’s appointment. All fulfilled criteria meant assistance “adequacy”. Possible factors associated with “adequacy” were evaluated by T-test for independent samples, Mann-Whitney U test and chi-square or Fisher exact test, as indicated. 5.4 ± 3.4 appointments were fulfilled, 52% of women have started their prenatal in the first quarter, 53.7% did >6 appointments, 84.2% did all exams and 16.8% did the postpartum doctor’s appointment. Only 2.1% of prenatal assistance was considered “adequate”. Women who had a partner or a higher number of children did >6 doctor’s appointments. The records of Prenatal Assistance at Jardim Cascata’s Family Health Strategy demonstrated low adequacy to the total of minimum criteria established by the Prenatal and Newborn Humanization Program. Few evaluated factors seem to explain this scenario.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35970
Arquivos Descrição Formato
000816255.pdf (489.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.