Repositório Digital

A- A A+

Identificação das potenciais interações medicamentosas com a varfarina e as intervenções do farmacêutico para o manejo de pacientes internados em um hospital universitário

.

Identificação das potenciais interações medicamentosas com a varfarina e as intervenções do farmacêutico para o manejo de pacientes internados em um hospital universitário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Identificação das potenciais interações medicamentosas com a varfarina e as intervenções do farmacêutico para o manejo de pacientes internados em um hospital universitário
Autor Machado, Tatiane Araujo de Castro
Orientador Heineck, Isabela
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Anticoagulantes orais
Interacoes medicamentosas
Varfarina
[en] Anticoagulation management
[en] Drug-drug interactions
[en] Oral anticoagulation
[en] Pharmaceutical interventions
[en] Warfarin
Resumo A anticoagulação inadequada pode ocasionar eventos tromboembólicos e hemorrágicos, representando um desafio para a medicina. A varfarina, anticoagulante oral de amplo uso, está associada a reações adversas graves, frequentes nos pacientes em tratamento com múltiplos fármacos. Objetivo: Este estudo pretende avaliar as potenciais interações medicamentosas com a varfarina, descrever e quantificar as intervenções farmacêuticas para minimizá-las, verificar o grau de aceitação da equipe médica em relação às intervenções e a repercussão no resultado do RNI. Método: Estudo de coorte, realizado entre os meses de agosto de 2009 a janeiro de 2010, envolvendo pacientes internados que iniciaram o tratamento com varfarina em duas unidades de clínica médica em um hospital universitário localizado no sul do Brasil. As potenciais interações medicamentosas com a varfarina (graves e moderadas) foram identificadas no sistema Drug-Reax, Micromedex Healthcare. Outras informações foram obtidas diretamente no prontuário. As intervenções com a equipe médica ocorreram por meio de registro em prontuário ou por informação verbal. O valor do RNI (Relação Normatizada Internacional) foi constantemente monitorado e serviu como medida do resultado da intervenção. Resultados: Foram acompanhados 202 pacientes. O total de medicamentos prescritos foi de 2071, com média de 10 (DP=3,6) por paciente. Todos pacientes apresentaram pelo menos uma interação medicamentosa potencial grave ou moderada com a varfarina, sendo a média de 3,6 (DP=1,6) por paciente. Pacientes com mais de 4 interações medicamentosas potenciais apresentaram maior risco para eventos hemorrágicos (RNI > 5 - RR = 2,57; IC95% 1,37–4,80). Foram identificadas 737 potenciais interações; 675 (91,5%) com possibilidade de potencializar o efeito anticoagulante e 29 (3,9%) de reduzir este efeito. Os medicamentos mais envolvidos em interações de potencialização foram enoxaparina (32,2%), sinvastatina (27,6%), omeprazol (22,5%) e tramadol (21,5%). Das intervenções realizadas com a equipe médica, 116 (57,4%) se deram através de registros em prontuário e 86 (42,6%) de forma verbal. Para 32 pacientes (15,8%) as intervenções não foram aceitas e estes apresentaram maior risco (RR = 2,17; IC95% 1,10 –4,27) para exame alterado (RNI > 5). Análise multivariada mostrou que idade, tempo de internação, apresentar 4 ou mais interações potenciais graves ou moderadas e não aceitar a intervenção farmacêutica contribuem significativamente para o paciente apresentar resultado de RNI > 5, o que implica em risco para eventos hemorrágicos. Conclusão: Interações medicamentosas graves e moderadas envolvendo a varfarina são muito comuns nos pacientes internados e estão associadas à maior risco do paciente apresentar RNI fora da faixa terapêutica desejada. A participação do farmacêutico no manejo das interações através de informações e orientações aos prescritores mostrou ter boa aceitação em nosso meio e parece contribuir para a segurança do paciente.
Abstract Introduction: Inadequate anticoagulation may cause bleeding and thromboembolic events, representing a challenge for medicine. Warfarin, an oral anticoagulant in wide use, has severe adverse reactions, common in patients taking multiple drugs. Objectives: This study aims to evaluate potential drug interactions with warfarin; to describe and quantify pharmaceutical interventions in order to minimize them; to assess the degree of acceptability by the medical team in relation to interventions as well as the impact on the outcome of the INR. Method: A Cohort study, done between August 2009 and January 2010 involving hospitalized patients who started warfarin therapy in two internal medicine units in a university hospital located in southern Brazil. Potential pDDIs with warfarin with warfarin (major and moderate) were identified in the online system Drug-Reax, Micromedex Healthcare. Additional information was obtained directly from medical records. Interventions with medical team were through medical record notes or verbal information. The value of the INR (international normalized ratio) was continuously monitored and served as a measure of the outcome of the intervention. Results: Two hundred and two inpatients were followed. The total number of prescribed drugs was 2071, with mean of 10 (SD = 3.6) per patient. All inpatients had at least one potential moderate or severe pDDIs with warfarin, the mean was 3.6 (SD = 1.6) per patient. Patients with more than four potential drug interactions showed a higher risk for hemorrhagic problems (INR> 5 - RR = 3.00, 95% CI 1.59-5.70). For 737 pDDIs identified, 675 (91.5%) may result in increased anticoagulation activity and 29 (3.9%) may reduce this effect. The drugs most commonly involved in these pDDIs were enoxaparin (32.2%), simvastatin (27.6%), omeprazole (22.5%) and tramadol (21.5%). The medical team’s intervention were 116 (57.4%) through medical records and 86 (42.6%) were orally. For 32 patients (15.8%), interventions were not accepted and they had higher risk (RR = 2.17; 95% CI 1.10 – 4.27) for amended exam (INR > 5). Multivariate analysis showed that age, length of hospital stay, having four or more major or moderate potential interactions and unwillingness to accept pharmaceutical intervention contribute significantly to the patient current values of INR> 5, which implies a risk of bleeding. Conclusion: Major and moderate drug interactions involving warfarin are very common in hospitalized patients and are associated with patient’s high risk of having an INR outside the target range. The collaboration of pharmacists in the management of interactions with information and guidance to physicians showed a good acceptance and seems to contribute to patient safety.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/36115
Arquivos Descrição Formato
000817874.pdf (313.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.