Repositório Digital

A- A A+

Caderno meu filho : um modo de ser mãe, organizar a família e educar o bebê a partir da escrita de si

.

Caderno meu filho : um modo de ser mãe, organizar a família e educar o bebê a partir da escrita de si

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caderno meu filho : um modo de ser mãe, organizar a família e educar o bebê a partir da escrita de si
Autor Frassão, Magali Oliveira
Orientador Dornelles, Leni Vieira
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Infância
Maternidade
Mídia
[es] Confesión
[es] Gobernamiento
[es] Infancia
[es] Manual de maternidad
[es] Maternidad y mídia
Resumo O tema central desta Dissertação é a análise dos textos escritos, em forma de confissões de uma jornalista na Coluna Nave Mãe, veiculados no Caderno Meu filho, semanalmente, no período de agosto de 2008 a dezembro de 2010; para esta análise foram selecionadas oitenta e cinco Colunas. As escritas de si da jornalista iniciaram quando ela confirma a gravidez que tanto desejava. Suas confissões expressam o modo como constituiu-se mulher-mãe e o que foi preponderante para si nesta constituição. Assim, nas suas escritas, vemos que para ela a gestação é um período de preparação no qual a mulher precisa organizar a sua vida e a casa para a chegada do bebê. Também o período gestacional é marcado por grandes aprendizagens e transformações. A mulher deve procurar aprender sobre o que pode e deve ou não fazer com o corpo, tendo em vista que dentro de si ela carrega outra vida, que precisa estar protegida de qualquer risco. Através da análise dos textos, temos o indicativo que para a mulher-mãe cuidar do outro é necessário que ela cuide de si. Investimento total no corpo grávido que resulte em saúde ao bebê. O grande marcador do corpo grávido para ela foi o crescimento da barriga. Antes disso, ela sentia-se pouco confortável em dizer e exigir alguns direitos concedidos às grávidas. A amamentação para ela resultou na promoção de saúde e proteção à filha, tomando para si integralmente o cuidado de seu bebê. Os discursos que atravessaram sua constituição materna como verdadeiros, objetivando e subjetivando-a, em primeiro lugar e com forte acento foi o médico-obstétrico e, após, o médico-pediátrico. Também vemos o quanto suas decisões, condutas e sentimentos são marcados e cingidos pelo discurso da psicologia, da religião, da pedagogia e da economia. Através das confissões, ela falava de si, produzindo as verdades sobre si mesma e disseminando-as entre as outras mulheres, mulheresmães, o público, a quem eram endereçadas as crônicas-confissões escritas.
Resumen El tema de esta Disertación es el análisis de los textos escritos, en forma de confesiones de una periodista en la Columna Nave Mãe, en el cuaderno Meu Filho, semanalmente, en el periodo de agosto de 2008 a diciembre de 2010; para este análisis fueron seleccionadas ochenta y cinco Columnas. Las escritas de si de la periodista iniciaron cuando ella confirma su embarazo que tanto deseaba. Sus confesiones expresan el modo como se constituyó mujer-madre y lo que fue preponderante para si en esta constitución. Así, en sus escritas, vemos que para ella la gestación es un periodo de preparación en el cual la mujer precisa organizar su vida y la casa para la llegada del nene. También el periodo gestacional es marcado por grandes aprendizajes y transformaciones. La mujer debe procurar aprender sobre lo que puede y debe o no hacer con el cuerpo, acordándose que dentro de si ella lleva otra vida, que precisa estar protegida de cualquier riesgo. A través del análisis de los textos, tenemos el indicativo que para la mujer-madre cuidar del outro es necesario que ella cuide de si. Inversión total en el cuerpo embarazado que resulte en salud del nene. El gran marcador del cuerpo embarazado para ella fue el crecimiento de la barriga. Antes de esto, ella se sentía poco confortable en decir y exigir algunos derechos concedidos a las embarazadas. El amamantamiento para ella resultó en la promoción de salud y protección a la hija, tomando para si integralmente el cuidado de su nene. Los discursos que atravesaron su constitución materna como verdaderos, objetivando y subjetivándola, en primer lugar y con fuerte acento fue el médico obstétrico y, despues, el médico pediátrico. También vemos el cuanto sus decisiones, conductas y sentimientos son marcados y ceñidos por el discurso de la psicología, de la religión y de la economía. A través de las confesiones, ella hablaba de si, produciendo las verdades sobre si misma y diseminándolas entre las otras mujeres, mujeres-madres, el público, a quien eran dirigidas las crónicas-confesiones escritas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/36388
Arquivos Descrição Formato
000817174.pdf (1.425Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.