Repositório Digital

A- A A+

Dissidência no Partido Social Democrático (PSD) gaúcho : as eleições presidenciais de 1955 e o embate em torno da herança getulista (1954-1958)

.

Dissidência no Partido Social Democrático (PSD) gaúcho : as eleições presidenciais de 1955 e o embate em torno da herança getulista (1954-1958)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dissidência no Partido Social Democrático (PSD) gaúcho : as eleições presidenciais de 1955 e o embate em torno da herança getulista (1954-1958)
Autor Benetti, Daiane
Orientador Rodeghero, Carla Simone
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Getulismo
História política
Partido Social Democrático (Brasil). (1945-2003)
Resumo O Partido Social Democrático (PSD) foi um dos principais partidos do período democrático que vai de 1945 até 1964. No entanto, há poucos trabalhos que o tenham como objeto central de investigação, sendo, para este contexto, o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) o partido que mereceu a maior parte de esforços dos historiadores. Este trabalho visa, assim, contribuir para os estudos sobre o PSD e sobre o período 1945-1964, através da análise das motivações para a ocorrência de uma Dissidência no PSD gaúcho em relação ao partido em âmbito nacional, decidido a lançar, para a disputa presidencial de 1955, Juscelino Kubistchek, do PSD, como candidato à presidência, em aliança com João Goulart, do PTB, como candidato à vice-presidência. O PSD gaúcho rejeita ambas as candidaturas. Esta pesquisa busca, ainda, investigar o que a ocorrência da Dissidência tem a dizer sobre o contexto político-partidário gaúcho. O recorte cronológico desta investigação se inicia em 1954, com as primeiras articulações para as candidaturas, acompanha o processo de intervenção no Diretório Regional, protagonizada pelo Diretório Nacional, e vai até o ano de 1958, quando, após a intervenção, o grupo dissidente ainda tem a força necessária para lançar seu líder, Walter Peracchi Barcelos, como candidato do partido à sucessão estadual daquele ano. As fontes são as do Arquivo Particular Walter Peracchi Barcelos, depositado no Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul. Trata-se de material inédito, do qual esta pesquisa é o primeiro resultado e que é pleno de outras possibilidades de pesquisa.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/36980
Arquivos Descrição Formato
000818958.pdf (456.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.