Repositório Digital

A- A A+

Mate (chimarrão) é consumido em alta temperatura por população sob risco para o carcinoma epidermóide de esôfago

.

Mate (chimarrão) é consumido em alta temperatura por população sob risco para o carcinoma epidermóide de esôfago

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mate (chimarrão) é consumido em alta temperatura por população sob risco para o carcinoma epidermóide de esôfago
Autor Barros, Sergio Gabriel Silva de
Ghisolfi, Eduardo Sorensen
Luz, Leticia Perondi
Barlem, Gabriel Guinsburg
Vidal, Roberta Machado
Wolff, Fernando Herz
Magno, Valentino Antônio
Breyer, Helenice Pankowski
Dietz, Judite
Gruber, Antonio Carlos
Kruel, Cleber Dario Pinto
Prolla, João Carlos
Resumo Introdução – O mate, ou chimarrão, uma infusão popular de uma erva (Ilex paraguayensis) bebida em grandes volumes, é um conhecido fator de risco para carcinoma epidermóide de esôfago e há suspeitas de que a água quente utilizada para o consumo possa ser fator importante na carcinogênese. Métodos - Pesquisou-se a temperatura em que a infusão é ingerida por uma amostragem da população sob risco para carcinoma epidermóide de esôfago. Realizaram-se entrevistas com indivíduos consumidores de mate na área urbana de Taquara, RS, com relação aos hábitos de ingestão de mate, e a temperatura do mate foi medida através de termômetros de precisão. A percepção da temperatura, estimada pelos usuários, foi também registrada. Resultados - Em 36 residências, 107 pessoas estavam ingerindo mate. A maioria bebia a infusão diariamente (97,2%) e o consumo médio diário foi de 1.265 mL por usuário (desvio padrão de 1.132 mL, variando de 250 a 6.000 mL). A temperatura medida era igual ou superior a 60 o C em 72% das residências, com média de 63,4 o C (51-78 o C) e mediana de 64,4 o C. Conclusão - Neste estudo foi possível evidenciar que o mate é consumido em grandes volumes e alta temperatura e que os usuários não foram capazes de estimar corretamente a temperatura do mate consumido. A temperatura elevada do mate consumido nessa população pode estar contribuindo à carcinogênese esofágica.
Abstract “Matè”, a popular hot infusion of a herb (Ilex paraguayensis) drunk in large volumes, is a known risk factor for squamous cell carcinoma of the esophagus and there is a suspicion that high temperature of boiled water used for the infusion may contribute for carcinogenesis. Methods - We measured the temperature of “matè” infusion drank by a sample of the population at risk for this carcinoma in Taquara, southern Brazil. We interviewed inhabitants for drinking habits and the temperature of the infusion was measured with high precision thermometers. Temperature of the infusion was asked to consumers and their estimate compared to our measurements. We considered 60 oC or higher as “hot”. Results - In 36 residencies, 107 individuals were drinking “matè”. Most individuals drunk it daily (97,2%), and the medium daily volume was 1,265 ml (SD ± 1,132 mL) ranging from 250 to 6,000 mL. The measured temperature was 60 oC or higher in 72% of residencies with medium of 63.4 oC (51-78 oC) and median 64.4 oC. Conclusion - In this study, “matè” was consumpted in large volumes at high temperature and individuals did not estimate correctly the temperature of infusion. High temperatures of “matè” may contribute to carcinogenesis in this population.
Contido em Arquivos de gastroenterologiay. São Paulo. Vol. 37, n. 1 (jan./mar. 2000), p. 25-30
Assunto Carcinoma de células escamosas
Ilex paraguariensis
Neoplasias esofágicas
[en] Carcinoma, squamous cell
[en] Esophageal neoplasms
[en] Mate
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/37283
Arquivos Descrição Formato
000294496.pdf (236.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.