Repositório Digital

A- A A+

Literatura e pintura : correspondências interartísticas em Passeio ao Farol, de Virginia Woolf

.

Literatura e pintura : correspondências interartísticas em Passeio ao Farol, de Virginia Woolf

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Literatura e pintura : correspondências interartísticas em Passeio ao Farol, de Virginia Woolf
Autor Pedroso Júnior, Neurivaldo Campos
Orientador Silva, Maria Luiza Berwanger da
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Artes plásticas
Interdisciplinaridade
Literatura comparada
Literatura e Arte
Literatura e pintura
Literatura inglesa
Pos-impressionismo
Teoria literária
Woolf, Virginia, 1882-1941, Passeio ao farol
Resumo A comparação entre as artes é um topois tão antigo em nossa cultura que remonta a aurora da civilização. Uma re-leitura atenta da História da Arte pode verificar que tão comum quanto as comparações eram as tentativas de se sistematizar uma escala hierárquica artística. Pretendemos nesta tese, propor uma revisão histórica que não apenas busque observar a forma como eram realizadas as correspondências interartísticas mas que vise também, com o olhar atento do presente, discutir a atualidade de teorias comumente empregadas ao longo da comparação entre as artes e, mais precisamente, as comparações entre Literatura e Pintura. A reflexão centrada na construção das imagens – no plano da narrativa tanto quanto no plano da pintura – assume singular importância para a pesquisa interartística, na medida em que funciona como ponto de convergência bem como de divergência entre aquelas duas artes. As discussões sobre a construção das imagens levam-nos, também, a uma outra problemática inerente aos estudos interartes, que é a leitura de imagens literárias e pictóricas. Ainda na esteira da revisão histórica, serão discutidas nesta tese as modificações ocorridas pela expressão Ut pictura poesis (Poesia é como pintura) , de Horácio, expressão esta que durante séculos designou os estudos comparativos entre Literatura e Pintura. A observação horaciana sobre a correspondência entre as artes permite-nos erigir uma discussão centrada na questão da representação e na passagem da mimesis à semiosis. O objetivo principal dessa tese é o de estabelecer e analisar a correspondência entre Literatura e Pintura no romance Passeio ao farol, de Virginia Woolf, para isso, procuraremos, inicialmente, demonstrar a importância da participação no Grupo de Bloomsbury – um dos grupos criativos mais importante do modernismo inglês - para a construção do projeto estético da escritora, considerando que o contato com pintores e críticos de arte proporcionou material importante para que Virginia Woolf promovesse a interlocução de seus romances com as Artes Plásticas. A análise mais pontual do romance Passeio ao farol estará calcada na relação que este mantém com as técnicas e métodos do Impressionismo e Pós-impressionismo pictórico.
Abstract The comparison of the arts is a topois so ancient in our culture that remounts to the dawn of the civilization. A carefull re-reading of the History of Art may verify that as common than the comparisons were the attempts to systematize an artistic hierarchical scale. We intend in this thesis to propose a historical review that does not only search to observe the form how were realized the interartistic correspondences but that also aims, with the attentive view of the present, to discuss the present of the theories commonly used along the comparison between the arts and, more precisely, the comparisons between Literature and Painting. The reflexion centrered in the constructions of images – in the plan of the narrative and in the plan of the painting – assumes singular importance to the interartistic research because it works as a point of convergence as well as divergence between those two arts. The discussions about the constructions of images take us, also, to another problematic concerning to the interarts studies, that is the reading of literary and pictorical images. Still in the path of the historical review, Will be discussed in this thesis the modifications occured by the expression Ut pictura poesis (Poetry is like painting), of Horacio, expression that centuries designed the comparative studies between Literature and Painting. The horacian observation about the correspondence between the arts allows us to erect a discussion centrered into the questiono f the representation and in the passage from mimesis to semiosis. The main objective of this thesis is to establish and analyze the correspondence between Literature and Painting in the novel To the lighthouse, of Virginia Woolf, for that pourpose, we intend, initialy, to demonstrate the importance of the participation in the Bloomsbury Group – one of the most creative groups of the english modernism – to the construction of the aesthetic Project of Virginia Woolf, considering that the contact with painters and art critics provided important material to Virginia Woolf to promote the interphrase of her novels with the Plastic Arts. The more ponctual analyze of To the lighthouse will be treated on the relation that this novel maintains with the thechniques and methods of the pictorical Impressionism and Posimpressionism.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/37308
Arquivos Descrição Formato
000820075.pdf (1.269Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.