Repositório Digital

A- A A+

O estilo de vida da Tribo do Surf e a cultura de consumo que a envolve

.

O estilo de vida da Tribo do Surf e a cultura de consumo que a envolve

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O estilo de vida da Tribo do Surf e a cultura de consumo que a envolve
Autor Segabinazzi, Rodrigo Costa
Orientador Nique, Walter Meucci
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Consumo
Identidade cultural
Subcultura
Surfe
[en] Possessions
[en] Subcultures of consumption
[en] Surf
[en] Tribes
Resumo O consumo, especialmente em sociedades capitalistas, não está ligado apenas ao valor funcional dos produtos, mas também aos símbolos que eles representam. (MCCRACKEN 1986; 2003; FEATHERSTONE 1995). Nessas sociedades, as posses tem influência na construção da identidade do indivíduo, que busca produtos para se associar a grupos ou a sub – grupos no seu cotidiano.(BELK 1988; SCHOUTEN e MCLAEXANDER 1995; COVA 1999;2010; MAFESSOLI 2006). Sub – culturas de consumo, comunidades de marca e tribos tem se tornado grupos cada vez mais observados tanto pela academia de Marketing como pelas marcas. Alguns desses grupos já foram investigados principalmente nos EUA (SCHOUTEN e MCALEXANDER 1995 ; KOZINETS 1997; 2001). Estudos como os de Irwin (1973), indicam a possibilidade de uma organização semelhante representada pela figura do surfista. No Brasil, o mercado do surf, emprega mais de 140.000 pessoas e movimenta bilhões de reais anualmente (ZUCO ET AL, 2002). Com essa perspectiva em mente, o presente estudo teve como objetivo investigar a existência de uma sub – cultura de consumo relacionada ao Surf no Brasil. A pesquisa buscou entender também a relação das posses tanto para o Surfista como para o simpatizante, que é o grande consumidor desse mercado (FORNECK 2008), e a relação das empresas do setor com esses indivíduos. Para esse fim foi seguida uma abordagem qualitativa multi métodos, com a utilização e integração das técnicas de Videografia, observação não participante, entrevistas em profundidade e elicitação visual. Além de entrevistas com Surfistas, simpatizantes e produtores de Marketing (empresas) foram realizadas observações a lojas de Surf e a um torneio comemorativo do esporte. Os resultados apontam a existência de uma tribo, representada na figura do Surfista. Essa tribo se integra por um estilo de vida comum, baseado em ideais como o amor ao esporte, a comunhão com a natureza, estilo de vida saudável e uma linguagem própria. Os resultados também apontam que o simpatizante está inserido em uma grande cultura de consumo, em que o mesmo busca roupas e acessórios para ser identificado dentro da sociedade. É aparente também a ação das marcas de Surf na apropriação de alguns dos ideais e do estilo de vida do surfista para vender um cenário ideal e um novo estilo de vida ao simpatizante.
Abstract The consumption, especially in the capitalist societies, isn´t connected only to the functional value of products. But also to the symbols that they represent (MCCRACKEN 1988;2003; FEATHERSTONE 1995). In These societies, possessions have influence on the individual´s identity construction, Who search for products to associate himself to groups or sub groups in his every day life. (BELK 1988; SCHOUTEN e MCLAEXANDER 1995; COVA 1999;2010; MAFESSOLI 2006). Subcultures of consumption, brand communities and tribes have gained more attention from the Marketing academy and Brands. Some of these groups have already been researched especially in the US (SCHOUTEN e MCALEXANDER 1995 ; KOZINETS 1997 ; 2001). Studies like the one performed by Irwin (1973), indicates a similar organization on the figure of the Surfer. In Brazil, the Surf market is responsible for more than 140.000 jobs and generates billions in the local currency annually. (ZUCO ET AL, 2002). With this perspective in mind, the current study had the objective to investigate the existence of a subculture of consumption related to the Surf in Brazil. The research aimed to understand also the role of possessions to the Surfer and the Sympathizer, the biggest responsible for the purchases on this market (FORNECK, 2008), and the relation of the companies of this sector with these individuals. To achieve this goal, it was followed a multi – methods approach with the integration of the techniques like Videography, In dept interviews, non participant observations and Photo Elicitation Technique. The results points to the existence of a tribe, represented on the figure of the Surfer. This tribes integrates itself by a common life style based in ideals like love to the sport, communion with nature, an healthy life Style and an own language. The results also shows that the sympathizer is insert in an large culture of consumption, where he buys clothes and accessories to be an part of the society. It is also apparent the role of the Surf brands on the appropriation of some the ideals and life style of the surfer to sell an new an ideal scenario and life style to the sympathizer.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/37335
Arquivos Descrição Formato
000821746.pdf (886.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.