Repositório Digital

A- A A+

Geração de microbolhas de ozônio através de materiais porosos para aplicação em tratamento de efluentes

.

Geração de microbolhas de ozônio através de materiais porosos para aplicação em tratamento de efluentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Geração de microbolhas de ozônio através de materiais porosos para aplicação em tratamento de efluentes
Autor Fornari, Ana Maria Dalcin
Orientador Tessaro, Isabel Cristina
Co-orientador Kechinski, Carolina Pereira
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química Industrial.
Assunto Chorume
Tratamento de efluentes
Resumo Atualmente a preocupação ambiental apresenta-se como uma condição de sobrevivência no mercado industrial. Devido às leis ambientais mais restritivas, escassez de recursos naturais, um aumento da percepção ambiental, novas tecnologias disponíveis, as indústrias tem buscado a melhoria de seus processos de forma a minimizar o impacto ambiental. No que se refere ao tratamento do chorume, este tem se tornado cada vez mais importante à medida que novos aterros sanitários são construídos de acordo com as legislações vigentes, tornando-se cada vez mais difícil devido às mudanças constantes que o chorume sofre durante vida útil do aterro. Neste contexto, o presente trabalho aborda o uso de materiais porosos como método de geração de microbolhas de ozônio para tratamento de efluentes, tendo como objetivo o estudo do aumento da transferência de massa de ozônio devido ao aumento da área de contato entre a superfície gás-líquido (redução do tamanho das bolhas). Os materiais utilizados para a geração de microbolhas foram: ponta de pipeta, pedras porosas (1 e 2) e membrana polimérica. Para realizar o estudo a respeito do aumento da transferência de massa de ozônio, primeiramente observou-se a produção de ozônio utilizando diferentes meios porosos, borbulhado diretamente sobre uma solução de iodeto de potássio. Após, foi analisada a redução de cor para amostras de chorume ozonizadas, utilizando para tanto os mesmos materiais. Foram obtidos os maiores de valores de produção de ozônio para as pedras porosas (2,2 mg de O3). Entretanto, a pedra porosa 2 foi a que apresentou uma maior redução de cor aparente e segundo o índice de cor, calculado pelo coeficiente DFZ.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/37457
Arquivos Descrição Formato
000822126.pdf (679.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.