Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento de um jogo educativo/terapêutico no auxilio ao tratamento da dermatite atópica

.

Desenvolvimento de um jogo educativo/terapêutico no auxilio ao tratamento da dermatite atópica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento de um jogo educativo/terapêutico no auxilio ao tratamento da dermatite atópica
Autor Fontes Neto, Paulo de Tarso da Luz
Orientador Cestari, Tania Ferreira
Co-orientador Timm, Maria Isabel
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.
Assunto Dermatite atópica
Jogos e brinquedos
Terapêutica
[en] Atopic
[en] Behavioral medicine
[en] Dermatitis
[en] Experimental
[en] Games
Resumo INTRODUÇÃO: A dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crônica, comum, da pele que afeta a vida das crianças. No tratamento desta doença tem-se, cada vez mais, demonstrado a importância e a necessidade de desenvolver ações educacionais/ terapêuticos, multidisciplinares focadas em informações sobre o manejo da doença para os pacientes desenvolverem um melhor curso da doença e, consequentemente, melhor prognóstico. OBJETIVOS: Este estudo tem como objetivo apresentar os resultados de um jogo educativo/terapêutico, especialmente desenvolvido, para crianças dos 7 aos 12 anos de idade, com intenção de possibilitar o acesso a informações e aumentar a adesão ao tratamento de pacientes jovens com dermatite atópica de uma forma lúdica e eficiente. MÉTODOS: O jogo foi estruturado em cinco grandes grupos para emular as situações vividas pelas crianças: família, escola, consultório médico, amigos e sentimentos. O planejamento foi realizado a partir de um script anterior, que foi contextualizado em situações de jogo, através dele procurou-se adaptar o conteúdo e argumentos, narrativa, procurando associar o jogo, as intenções pedagógicas, características cognitivas das crianças dessa faixa etária, bem como a desejada abordagem psicológica para lidar com a doença. O jogo estava disponível através do formato swf2 permitindo usar em casa ou no escritório do médico. Para testar o jogo foi feito um estudo experimental "antes-depois", incluindo crianças de 7-12 anos de idade, com dermatite atópica. Trinta e três crianças brincavam individualmente. O desfecho analisado foi o grau de conhecimento e habilidades de gerenciamento de sintomas da dermatite atópica após o uso do jogo por 30 dias, avaliado por um questionário de conhecimentos sobre a doença. Todas as crianças e seus pais expressaram suas opiniões sobre o jogo através de um outro questionário de opinião. A coleta de dados foi realizada no período entre 2009 e 2010, e a análise foi realizada utilizando SPSS 17,0 entre 2010 e 2011. RESULTADOS: As trinta e três crianças utilizaram o jogo uma vez e responderam ao questionário antes de jogar, e, deste total, 15 responderam ao questionário pela segunda vez. Verificou-se que as crianças que usaram o jogo aumentaram seu conhecimento sobre a doença em 5 pontos (questionário sobre DA), IC 95%: 3,5-6,1. CONCLUSÃO: A ampliação do uso do território virtual, tais como os jogos e internet, podem desenvolver novas oportunidades para tratamento médico e psicológico permitindo a projeção de sentimentos, desejos, frustrações e outras manifestações de usuários, sejam eles crianças ou adultos jovens, e permitir a aquisição de informações sobre o manejo da doença de uma forma lúdica e agradável para pacientesjovens.
Abstract INTRODUCTION: Atopic dermatitis (AD) is a common chronic inflammatory skin disease that affects children’s life. The treatment of AD has increasingly shown the importance and need to develop educational/therapeutic, multidisciplinary actions focused on information about the management of the disease for the patients to have a better disease course and prognosis. OBJECTIVES: This study aims to present the results of an educational/therapeutic game for children from 7 to 12 years old, developed to disseminate information and increase adherence to treatment of young patients with atopic dermatitis in a playful and efficient way. METHODS: The game was structured into five major groups to emulate the situations experienced by children: family, school, doctor’s office, friends and feelings. The planning was carried out from a previous script which was contextualized in game situations, through a script that sought to adapt the content and narrative arguments, seeking to associate game play, pedagogical intentions, cognitive characteristics of children in this age group as well as the desired psychological approach for coping with the disease, in that situation. The game was available through the swf2 format enabling to use either at home or at the doctor’s office. To test the game was made an experimental “before-after” study, including 7-12 years- old children with atopic dermatitis. Thirty three children played individually. The analyzed outcome was the degree of knowledge and management abilities of atopic dermatitis symptoms after using the game for thirty days, verified by a questionnaire of knowledge about the disease. All children and their parents expressed their opinions about the game through an opinion questionnaire. Data collection was performed in the period between 2009 and 2010, and the analysis was performed using SPSS 17.0 between 2010 and 2011. RESULTS: A total of 33 children used the game once and answered the questionnaire before playing, and, from this total, 15 answered the questionnaire for a second time. It was found that children who used the game increased their knowledge about the disease in 5 points (questionnaire on AD), 95% CI: 3.5 to 6.1. CONCLUSION: The expanded use of virtual territories, such as the games and the internet, to develop new opportunities for medical and psychological treatment enable the projection of feelings, desires, frustrations and other manifestations of users, whether they are children or young adults, and enable the acquisition of information on the disease management in a playful and enjoyable way for young patients.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/37462
Arquivos Descrição Formato
000822325.pdf (2.037Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.