Repositório Digital

A- A A+

O uso de mídias na educação especial

.

O uso de mídias na educação especial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O uso de mídias na educação especial
Autor Rodrigues, Shirley Borges
Orientador Brabo, Gabriela Maria Barbosa
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
Interação social
Portador de deficiência
[en] Intellectual disability
[en] Learning
[en] Media
[en] Social interaction
Resumo O presente trabalho apresenta o relato de uma pesquisa realizada no ano de 2010, durante o período de estágio supervisionado do curso de graduação de Licenciatura em Pedagogia – modalidade a distância (EaD), cuja questão central foi a seguinte: como as diferentes mídias auxiliam no processo de aquisição do conhecimento e na integração do aluno com deficiência intelectual com o mundo a sua volta? A partir de tal questão, construíram-se os objetivos deste estudo: compreender como as diferentes mídias auxiliam no processo de aquisição do conhecimento dos alunos com deficiência intelectual; reconhecer o uso das diferentes mídias na integração e socialização dos alunos com deficiência intelectual com o mundo a sua volta; identificar as diferentes mídias existentes no ambiente escolar; integrar as diferentes mídias na prática pedagógica do professor. Esta pesquisa está fundamentada nos pressupostos teóricos dos autores Lev Seminovich Vygotsky e Paulo Freire, que consideram a aquisição do conhecimento como uma manifestação do homem, partindo do aspecto de integração do seu “eu” com o mundo exterior. Segundo os autores mencionados, a construção do saber acontece de maneira consciente, em um processo no qual o educando é levado à condição de questionador em todas as instâncias de seu caminho educativo. De acordo com a concepção sócio-histórica ou sociointeracionista de Vygotsky, o sujeito constitui sua subjetividade e constrói seu conhecimento a partir de suas interações com o meio e com o outro, em uma relação que é dialética. As interações que o sujeito estabelece são fundamentais para o seu desenvolvimento, em todos os aspectos – biológico, cognitivo, cultural e social. A abordagem escolhida foi de natureza qualitativa, cujas características são: o ambiente natural como fonte direta de dados e o pesquisador como instrumento fundamental; o caráter descritivo; o significado que as pessoas dão às coisas e à sua vida como preocupação do investigador; o enfoque indutivo (GODOY, 1995). O espaço da pesquisa foi a Escola de Educação Especial João de Barro – APAE de Três cachoeiras, e como sujeitos, sete alunos que compõem uma turma de Educação de Jovens e Adultos EJA, etapa II, todos apresentando deficiência intelectual e outros comprometimentos, geralmente vinculados à linguagem oral e ao desenvolvimento psicomotor. Todos recebem atendimento especializado, como fonoaudiológico, psicológico, psicopedagógico e fisioterápico. Para a realização da pesquisa, foram utilizados como instrumentos metodológicos a observação participante, a análise de documentos e o diário de campo (baseado nos diários de bordo das postagens em wikis). Para a análise dos dados, foram necessárias, ainda, a reflexão e a síntese crítica dos materiais desenvolvidos no estágio curricular – projeto de aprendizagem, planejamentos semanais, diários de bordo, relatórios semanais, comentários da supervisão escolar e reflexões no Portfólio de Aprendizagens. Como resultado, observou-se que o interesse dos alunos pelas atividades que envolviam as mídias é a comprovação de que, contrariando os mitos de que pessoas com déficit intelectual são infantilizadas, alienados e não sabem o que querem, os alunos pesquisados evidenciaram sentir desejos e curiosidades que são condizentes com sua faixa etária, basta que sejam estimulados a viverem de forma independente e plena, interagindo com as pessoas de seu convívio e participando ativamente da vida em comunidade.
Abstract This paper is a report of a survey conducted in 2010, during the period of supervised training of undergraduate Bachelor of Education - the distance mode, whose central question was: how different media assist in the procurement process knowledge and integration of students with intellectual disabilities with the world around you? From this question, we constructed this study aimed to understand how the different media help in the process of acquiring knowledge of students with intellectual disabilities, recognizing the use of different media in the socialization and integration of students with intellectual disabilities with the worldaround them, identifying the different media in the school environment, integrating the different media in the practice of teacher education. This research is based on a theoretical framework of Lev Vygotsky Seminovich and Paulo Freire, who believe the acquisition of knowledge as a manifestation of man, based on the integration aspect of your self with the outside world.According to these authors, the construction of knowledge happens in a conscious way, in a process where the student is led to the condition of questioning at all levels of their educational journey. As the socio-historical conception or sociointeractionists of Vygotsky, the subject is its subjectivity and construct their knowledge from their interactions with the environment and the other in a dialectical relationship. The interactions that the individual states are crucial to their development in all aspects - biological, cognitive, social and cultural. The chosen approach was qualitative, whose characteristics are: the natural environment as a direct source of data and the researcher as a key instrument, the descriptive character, meaning that people give to things and her life as a concern of the investigator, the inductive approach(Godoy, 1995). The scope of research was the Special Education School John Clay - APAE Three waterfalls, and as subjects, seven students who comprise a group of Youth and Adult EJA, stage II, all featuring intellectual disabilities and other disabilities, often linkedoral language and psychomotor development. All receive specialized care, such as speech therapy, psychological, psychology and physiotherapy. For the survey, were used as methodological tools in participant observation and field journal (based on the logbooks of posts on wiki). For data analysis, we performed further reflection and critical overview of the curricular materials developed - learning project, weekly schedules, logs, weekly reports, comments and reflections of school supervision in the Learning Portfolio. As a result, it was observed that the interest of students by activities involving the media is proof that, contrary to the myths that people with intellectual impairment are childlike, alienated and do not know what they want, the students surveyed feel desire and showed curiosities that are commensurate with his age, just that they are encouraged to live independently and fully interacting with people from their neighborhood and actively participating in community life.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/37671
Arquivos Descrição Formato
000821802.pdf (847.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.