Repositório Digital

A- A A+

Influência do tipo de cimento resinoso na resistência de união de uma cerâmica reforçada por leucita à dentina

.

Influência do tipo de cimento resinoso na resistência de união de uma cerâmica reforçada por leucita à dentina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência do tipo de cimento resinoso na resistência de união de uma cerâmica reforçada por leucita à dentina
Autor Pereira, Larissa Jung
Orientador Rolla, Juliana Nunes
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Ceramicas
Cimentos
Materiais odontologicos : Avaliacao
[en] Dental ceramics
[en] Microtensile
[en] Resin cements
Resumo O uso da cerâmica é cada vez mais freqüente na odontologia e a estética vem exigindo que a tecnologia aprimore a cada dia as propriedades desse material. Por outro lado, de nada adianta uma cerâmica de última geração se o profissional não tiver segurança no material a ser utilizado para a cimentação da mesma. O presente estudo tem por objetivo sanar dúvidas sobre a escolha do tipo de cimento resinoso mais adequado, o autoadesivo ou o convencional, para aumentar a resistência de união de uma cerâmica à base de leucita (IPS Empress CAD - IvoclarVivadent) à dentina através de teste de microtração. Para esta pesquisa foram selecionados dez terceiros molares hígidos, recém-extraídos por razões cirúrgicas, nas clínicas da Faculdade de Odontologia da UFRGS. Para o preparo dos dentes foi feita a remoção padronizada do esmalte oclusal, visando o acesso à dentina média, assim como remoção de parte da raiz localizada 4mm abaixo da JCE. Estes foram realizados em uma máquina de corte com um disco diamantado, sob refrigeração com água, até que se obtivesse uma superfície plana em dentina. Após o corte, a dentina foi polida com lixas d’água nas granulações 400, 600 e 1200. A cerâmica utilizada foi a base de leucita (IPS Empress CAD - IvoclarVivadent). Pastilhas de cerâmica foram cimentadas sobre a superfície de dentina preparada. Os dentes foram divididos em dois grupos conforme o sistema de cimentação do bloco cerâmico ao dente: Grupo TE- Cimento resinoso dual RelyX™ ARC (3M/ESPE) associado a sistema adesivo de três passos (ScotchBondMultiUso-3M/ESPE); Grupo SE- Cimento auto-adesivo universal RelyX™ U100 (3M/ESPE). Todas as amostras, após o procedimento de cimentação, foram armazenadas em água destilada por 24h a uma temperatura de 37ºC. Após as 24 horas, os conjuntos dente/cerâmica foram cortados longitudinalmente, por um disco diamantado de dupla face sob refrigeração com água em uma máquina de corte. O objetivo foi obter corpos- de-prova em forma de palitos, com uma metade de dentina e outra de cerâmica, com área de, aproximadamente, 0,64mm2 +/- 0,20 (0,8mm x 0,8mm). Para cada dente foram selecionados quatro filetes que foram submetidos ao teste de microtração na Máquina de Ensaio Universal (EMIC-modelo DL-1000, Equipamento e Sistemas Ltda.). Os valores em MPa registrados no momento da ruptura foram: grupo TE 19,51; e o grupo SE 12,34. Os valores foram submetidos a análise estatística através do teste Mann-Whitney com um nível de significância de 5% e mostraram diferença significativa entre eles. Foi possível concluir que a cimentação da cerâmica a base de Leucita com cimento resinoso convencional associado a sistema adesivo de três passos se mostra mais eficaz quando a resistência de união é avaliada.
Abstract The use of ceramics is increasingly frequent in aesthetic dentistry and has demanded that the technology to enhance everyday properties of this material. Moreover, there is no point of a ceramic art is the professional does not have security in the material to be used for cementing the same. This study aims to clarify doubts about the choice of cement more appropriate, self-adhesive or conventional, to increase the bond strength of a leucite-based ceramic (IPS Empress CAD - IvoclarVivadent) to dentin through test microtensile. For this research we selected ten third molars, freshly extracted for surgical purposes, in the clinics of the Faculty of Dentistry, UFRGS. For the preparation of the teeth was removed from standardized oclusal enamel, dentin seeking access to the media, as well as removal of part of the root located 4 mm below the CEJ. These were held in a cutting machine with a diamond disk, under water cooling, until achieving a smooth surface in dentin. After cutting, the dentin was polished with sandpaper grits in water 400, 600 and 1200. The ceramic used was based leucite (IPS Empress CAD - IvoclarVivadent). Ceramic inserts were cemented on the prepared dentin surface. The teeth were divided into two groups according to the system of cementing the ceramic block to the tooth: TE-Group dual-resin cement RelyX ™ ARC (3M/ESPE) associated with three-step adhesive system (ScotchBondMultiUso-3M/ESPE), Group-SE self-adhesive universal cement RelyX ™ U100 (3M/ESPE). All samples, after the cementing procedure, were stored in distilled water for 24 hours at a temperature of 37 º C. After 24 hours, sets tooth / ceramic were cut longitudinally by a double-sided diamond disc under water cooling in a cutting machine. The objective was to obtain proof-of-body-shaped sticks, with one half of dentin and other ceramics, with an area of approximately 0.64 mm2 + / - 0.20 (0.8 mm x 0.8 mm). For each tooth were selected four fillets that were submitted to microtensile testing at Universal Testing Machine (EMIC model DL-1000, Equipment and Systems Ltda.) Values in MPa recorded at the time of rupture were: TE group 19.51, and the group SE 12.34. The values were analyzed statistically using the Mann- Whitney test with a significance level of 5% and showed a significant difference between them. It can be concluded that cementation of the ceramic-based leucite with cement associated with conventional three-step adhesive system proves more effective when the bond strength is evaluated.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/37675
Arquivos Descrição Formato
000815735.pdf (4.787Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.