Repositório Digital

A- A A+

Construindo um novo paradigma para a aprendizagem através da utilização do jogo do bingo como recurso didático em matemática nas séries iniciais

.

Construindo um novo paradigma para a aprendizagem através da utilização do jogo do bingo como recurso didático em matemática nas séries iniciais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Construindo um novo paradigma para a aprendizagem através da utilização do jogo do bingo como recurso didático em matemática nas séries iniciais
Autor Silveira, Ana Beatriz Lima
Orientador Gil, Natália de Lacerda
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Jogos pedagógicos
Matemática
Séries iniciais
Socialização
Resumo A pesquisa aqui apresentada objetivou analisar a importância do jogo de bingo como auxiliar no ensino dos cálculos de subtração e na aprendizagem de conteúdos atitudinais. Pretendíamos verificar se a turma do primeiro ano, com crianças na faixa etária de 6 a 7 anos, desenvolveria o senso de cooperação ao jogar; observar e analisar as contribuições do jogo para o desenvolvimento cognitivo das crianças, bem como a capacidade delas em dominar e controlar seus comportamentos diante de regras impostas por essa ludicidade. Ao mesmo tempo, precisávamos integrar a pesquisa a algo desenvolvido durante o estágio supervisionado. O Meio Ambiente foi um projeto que empenhou esforços de alunos, pais e professora trazendo conhecimento e aprendizagens desses segmentos da comunidade escolar. Optamos por confeccionar o material que iríamos utilizar; as cartelas foram elaboradas no verso de folhas de ofício já aproveitadas, evitando dessa maneira o desperdício de papéis e os marcadores foram pedrinhas recolhidas no pátio da escola. O jogo de bingo foi realizado em grupos, previamente separados pela professora, com o intuito da integração de alunos introvertidos, com dificuldades em realizar cálculos de subtração, concomitantemente, oportunizando aos mesmos a possiilidade de socializarem-se, trocarem ideias e demonstrarem seus conhecimentos muitas vezes minimizados por aqueles mais extrovertidos dentro da sala de aula. Também pensamos naquelas crianças que são unidas por laços de amizade, a oportunidade em reunirem-se com outros colegas e aprenderem a conviver com pensamentos e comportamentos diferentes dos habituais colaboravam para o desenvolvimento pessoal e social dos componentes do grupo. As regras foram elencadas oralmente aos grupos. Essa atividade lúdica foi realizada e analisada durante cinco dias. Os diálogos, as dúvidas, as trocas de conhecimentos, a ajuda mútua, o respeito ou não às regras estabelecidas, a interação e a solidariedade entre as crianças – instrumentos indispensáveis para o processo de aprendizagem dos alunos – foram descritos nesse trabalho. Buscamos em Jean Piaget, Lev Vygotski e Constance Kamii o suporte teórico para a reflexão nessa pesquisa. A experiência deles continua contribuindo para a contextualização e o aperfeiçoamento da prática docente. Através dessa pesquisa, foi possível observar que o jogo de bingo é uma atividade bem aceita pelas crianças. Ao mesmo tempo que diverte, faz com que elas troquem ideias, conhecimentos e adquiram novos saberes. Possibilita também às crianças uma socialização sadia (a vivência de alegrias, vitórias, perdas e frustrações) a qual, por sua vez, irá contribuir para a formação social e pessoal dos discentes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/37719
Arquivos Descrição Formato
000821819.pdf (252.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.