Repositório Digital

A- A A+

Caracterização do posicionamento e ação motora de língua em pacientes com fissura labioplatina em um serviço de referência de Porto Alegre

.

Caracterização do posicionamento e ação motora de língua em pacientes com fissura labioplatina em um serviço de referência de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização do posicionamento e ação motora de língua em pacientes com fissura labioplatina em um serviço de referência de Porto Alegre
Autor Girelli, Karina
Orientador Dornelles, Silvia
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Fonoaudiologia, ênfase em Infância.
Assunto Fissura palatina
Língua
[en] Cleft lip
[en] Cleft palate
[en] Oral motility
[en] Tongue
Resumo Introdução: As fissuras labiopalatinas apresentam-se como a anomalia congênita mais freqüente na face, ocorrendo como transtornos isolados ou associados a outras anormalidades, podendo repercutir em alterações fonoaudiológicas ligadas à fala e motricidade orofacial. Objetivo: Caracterizar aspectos do exame orofacial correlacionando o tipo de fissura com o posicionamento de língua em repouso e na deglutição, bem como seu desempenho na realização de praxias orofaciais, em sujeitos com fissura labiopalatina acompanhados no Serviço de Cirurgia Plástica Craniomaxilofacial do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado por meio de pesquisa documental, realizada nos registros dos prontuários de casos de fissura labioplatania, atendidos no HCPA. Dos 123 prontuários selecionados, foram estratificados dados de 34, por apresentarem avaliação orofacial completa. Resultados: prevaleceu a fissura transforame incisivo unilateral (32,4%), houve predomínio discreto do sexo masculino (55,9%) e faixa etária de 6 a 10 anos de idade (26,5%). A posição de língua no repouso manifestou-se alterada na maioria dos casos apresentados, bem como na função de deglutição. A limitação e assimetria de língua na realização das praxias orofaciais manifestaram-se igualmente na maioria dos casos. Conclusão: Não foi encontrada associação estatística significativa, quando relacionada à classificação das fissuras com a postura de língua na deglutição, postura de língua nas praxias e respiração, contudo correlacionou-se as fissura pré-forme unilateral e fissura pós-forame com a postura da língua em repouso na papila palatina, o mesmo apresentou relação estatisticamente significativa (p 0,008).
Abstract Introduction: The cleft lip and palate come as the more frequent congenital anomaly in the face, happening as isolated disorders or associated to other abnormalities, it could result in speech and hearing disorder linked to speech and orofacial motricity. Objective: To characterize aspects of the orofacial exam correlating the kind of cleft with the tongue rest position and deglutition, as well as its performance in the accomplishment of orofacial praxis, in subjects with cleft lip and palate accompanied in the Plastic Surgery Craniomaxillofacial Department of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Methods: It is a cross study, performed by documental researches accomplished in the registrations of cleft lip and palate handbooks cases, assisted in HCPA. Of the 123 selected handbooks, it was stratified 34 data, for presenting complete orofacial evaluation. Results: the unilateral incisive transforamen cleft had prevailed (32,4%); there were a discreet male prevalence (55,9%) and age group from 6 to 10 years old (26,5%). The tongue position in rest showed altered in most of the presented cases, as well as in the deglutition function. The limitation or tongue asymmetry in the accomplishment of orofacial praxis showed equally in most of the cases. Conclusion: It was not found a significant statistical association, when related to the classification of the cleft with the tongue posture in the deglutition, tongue posture in the praxis and breathing, however it was correlated to unilateral pre-foramen cleft and post-foramen cleft with the tongue rest position in the palatal papillae, it has presented a statistically significant relationship (p 0,008).
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/37906
Arquivos Descrição Formato
000823365.pdf (1.213Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.