Repositório Digital

A- A A+

Estudo comparativo entre potenciais evocados auditivos de estado estável e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por frequência específica em lactantes com perda auditiva

.

Estudo comparativo entre potenciais evocados auditivos de estado estável e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por frequência específica em lactantes com perda auditiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo comparativo entre potenciais evocados auditivos de estado estável e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por frequência específica em lactantes com perda auditiva
Autor Pauletti, Luciane Ferreira
Orientador Sleifer, Pricila
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Fonoaudiologia, ênfase em Infância.
Assunto Audição
Lactente
[en] Auditory brainstem responses
[en] Auditory steady-state responses
[en] Hearing loss
[en] Lactant
[en] Neonatal screening
Resumo Introdução: A avaliação eletrofisiológica é fundamental para o diagnóstico da perda auditiva antes dos seis meses de vida. O potencial evocado auditivo de tronco encefálico por freqüência específica permite estabelecer a configuração da perda auditiva nesta faixa etária. Recentemente o potencial evocado auditivo de estado estável tem sido utilizado neste diagnóstico precoce tendo como principais vantagens a objetividade na análise e o tempo de avaliação. Objetivo: Correlacionar os resultados do potencial evocado auditivo de estado estável com os resultados do potencial evocado auditivo por freqüência específica em lactentes com perda auditiva sensorioneural. Método: Estudo transversal, individual, observacional e contemporêneo. Foram selecionadas crianças que falharam na triagem auditiva neonatal para serem submetidas ao processo de diagnóstico audiológico, o qual seguiu o seguinte protocolo de exames: emissões otoacústicas transientes, medidas de imitância acústica com sonda de 1000Hz, avaliação otorrinolaringológica, potencial evocado auditivo de tronco encefálico por clique e por freqüência específica. Aquelas com diagnóstico positivo de perda auditiva neurossensorial foram incluídas no estudo, realizando posteriormente o potencial evocado auditivo de estado estável. Os resultados foram analisados sob as variáveis orelha e gênero. Resultados: Houve correlação significativa entre o potencial evocado auditivo de estado estável e o potencial evocado auditivo de tronco encefálico por freqüência específica nas frequências de 500 e 2000Hz (p<0,001), tanto na orelha direita como na orelha esquerda. Houve correlação significativa entre o potencial evocado auditivo de estado estável e o potencial evocado auditivo de tronco encefálico por freqüência específica nas frequências de 500 e 2000Hz (p<0,001), tanto no gênero masculino como no feminino em ambas as orelhas. Conclusão: Apresentaram correlação significativa entre o potencial evocado auditivo de estado estável e o potencial evocado auditivo de tronco encefálico por freqüência específica tanto para a variável orelha quanto para gênero.
Abstract Introduction: Electrophysiological assessment is fundamental for the diagnosis of hearing loss before six months of age. Frequenfy specificity of the auditory brainstem responses enables to establish the configuration of hearing loss in this age group. Recently, auditory steady-state responses has been used in this early diagnosis presenting as main advantages the objectivity in analysis and assessment time. Objective: To correlate the results of auditory steady-state responses with the results of auditory brainstem responses by specific frequency in lactants with sensorineural hearing loss. Method: Transversal, individual, observational and contemporary study. Children who failed the neonatal hearing screening were selected in order to be submitted to the process of audiological diagnosis, which observed the following tests protocol: transient otoacoustic emissions, 1000Hz probe acoustic-imittance measurements, otorhinolaryngological assessment, auditory brainstem responses by click and by specific frequency. The children with positive diagnosis for neurosensorial hearing loss were included in the study, later taking the auditory steady-state responses. The results were analysed under the variables ear and gender. Results: There was significant correlation between auditory steady-state responses and frequency specific auditory responses of 500 and 2000 Hz (p <0.001), both in the right ear and left ear. There was significant correlation between auditory steady-state responses and frequency-specific auditory brainstem responses of 500 and 2000 Hz (p <0.001), both in males as in females in both ears. Conclusion: There was a significant correlation between the auditory steady-state evoked potential and auditory brainstem evoked potential by specific frequency for both ear and gender variables.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/37923
Arquivos Descrição Formato
000823582.pdf (252.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.