Repositório Digital

A- A A+

Polylactic acid film versus acellular porcine small intestinal submucosa mesh in peritoneal adhesion formation in rats

.

Polylactic acid film versus acellular porcine small intestinal submucosa mesh in peritoneal adhesion formation in rats

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Polylactic acid film versus acellular porcine small intestinal submucosa mesh in peritoneal adhesion formation in rats
Outro título Filme ácido poli-lático versus tela de submucosa intestinal suína na formação de aderências peritoneais em ratos
Autor Costa, Ricardo Gonçalves da
Lontra, Marcelo Bentancor
Scalco, Priscila Pereira da Cunha
Cavazzola, Leandro Totti
Gurski, Richard Ricachenevsky
Resumo Objetivo: Avaliar a formação de aderência intraperitoneal em ratos após o implante peritoneal da tela de polipropileno comparada à tela de SIS, e o efeito do PAF como barreira anti-aderente à tela de polipropileno. Métodos: 55 ratos albinos foram randomizados em três grupos. O tipo de aderência, o percentual de tela coberta por aderência, e a força de rupturas das aderências foram avaliadas. Resultados: Os tipos de aderência 2 e 3 foram mais freqüentes no grupo 1 (polipropileno) e no grupo 3 (polipropileno+PAF); as do tipo 0 e 1 foram mais freqüentes no grupo 2 (SIS). A força media de ruptura foi de 1,58N (±0,719N) no grupo 1, 0,42N (±0,432N) no grupo 2 e 1,23N (±0,432N) no grupo3. Mais de 50% da tela estava coberta por aderências em 12 (80%) casos do grupo 1, em 4 (20%) casos do grupo 2 e em 16 (84,2%) casos do grupo 3. O grupo 2 foi significativamente diferente (p<0.001) dos outros grupos. Conclusões: O uso intraperitoneal da tela de polipropileno levou a elevados índices de aderência, e o uso de PAF como barreira anti-aderente não reduziu os índices de aderência. O implante intraperitoneal de SIS revelou índices baixos de aderências peritoneais.
Abstract Purpose: To assess intraperitoneal adhesion formation in rats after the single implantation of intraperitoneal polypropylene mesh versus SIS mesh, and the effect of PAF as a polypropylene mesh barrier. Methods: A total of 55 albino rats randomized into three groups were assessed. The type of adhesions, the percentage of mash covered with adhesions, and the rupture strength of the adhesions were evaluated. Results: The type 2 and 3 adhesions were more frequent in group 1 (polypropylene mesh) and group 3 (Polypropylene+PAF), while type 0 and 1 adhesions were more frequent in group 2 (SIS). The mean rupture strength was 1,58 N (±0,719N) in group 1, 0,42 N (±0,432N) in group 2 and 1,23 N (±0,432N) in group 3. Over 50% of the mash was covered with adhesions in 12 (80%) cases of the group 1, in 4 (20%) cases of the group 2 and in 16 (84,2%) cases of the group 3. Group 2 differed significantly (p<0.001) from the other groups. Conclusions: Implantation of intraperitoneal polypropylene mesh yielded higher rates of adhesion and the use of PAF as a mesh barrier didn’t reduced the rates of adhesion. SIS mesh implantation revealed lower rates of peritoneal adhesions.
Contido em Acta cirúrgica brasileira. São Paulo. Vol. 24, n. 2 (2009), p. 128-135
Assunto Aderências
Polipropilenos
Telas cirúrgicas
[en] Intraperitoneal Adhesions
[en] Polypropylenes
[en] Rats
[en] Surgical Mesh
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/37990
Arquivos Descrição Formato
000736138.pdf (425.6Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.