Repositório Digital

A- A A+

Estrutura de capital e desempenho de mercado de empresas do varejo brasileiro

.

Estrutura de capital e desempenho de mercado de empresas do varejo brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estrutura de capital e desempenho de mercado de empresas do varejo brasileiro
Autor Loncan, Tiago Rodrigues
Orientador Caldeira, João Frois
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Brasil
Desempenho
Empresa
Mercado de ações
Mercado de capitais
[en] Capital structure
[en] Level of indebtedness
[en] Market value of equity
Resumo A relação entre a estrutura de capital e o valor da firma tem sido estudado por acadêmicos da área de economia e finanças há décadas. Desde o seminal artigo de Modigliani e Miller (1958), diversos autores buscaram um melhor entendimento sobre como a estrutura de capitais das firmas, ou seja, a relação entre capitais próprios e capitais de terceiros, afeta o valor de mercado ou o desempenho das ações destas empresas. Por um lado, o endividamento carrega consigo um elemento de risco e de custo financeiro. Por outro, ele permite o usufruto de benefícios fiscais. Segundo a teoria do trade-off estático, existiria um nível ótimo de endividamento, ponto no qual o benefício fiscal marginal iguala o risco ou custo de falência marginal. O objetivo deste estudo foi de avaliar o impacto da estrutura de capital no desempenho de mercado das ações de empresas do setor de varejo brasileiro. A partir de regressões com dados em painel, buscou-se entender o impacto do grau de endividamento no valor de mercado das firmas da amostra. Os resultados deste estudo sugerem que, para a amostra estudada, à medida que o grau de endividamento cresce, o mercado de capitais valoriza as ações das empresas, até um ponto de inflexão, a partir do qual o valor das ações passa a sofrer desconto. Estes resultados sugerem que é possível existir um ponto de ótimo relacionando a estrutura de capitais e o valor de mercado das firmas desta amostra.
Abstract The relationship between capital structure and firm value has been studied by scholars from the economics and finance fields for decades. Since the seminal paper wrote by Modigliani and Miller (1958), many authors tried to reach a better understanding of how the capital structure of firms, that means, the proportion between equity and debt, affects the firm value. The indebtedness carries along the risk and cost elements, meanwhile it also has the positive effect of fiscal benefits. According to the Static trade-off theory, there would be an optimum level of indebtedness (leverage), in which the marginal tax benefit equals the marginal cost/risk of bankruptcy. The objective of this study was to evaluate the impact of the capital structure on the market performance of shares of firms from the Brazilian retail segment. Using regressions with panel data, the research aimed to understand how the level of indebtedness impacts the market value of equity for the firms in the sample. The results from this study suggest that, for the sample studied, as the level of indebtedness grows, the capital market values the shares of the firms, up to an inflection point, when the shares value begin to be discounted. These findings suggest that it is possible to exist an optimum between capital structure and firm value.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/38425
Arquivos Descrição Formato
000822736.pdf (1.107Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.