Repositório Digital

A- A A+

Estudo clínico-patológico e imuno-histoquímico em dois bovinos persitentemente infectados pelo vírus da Diarreia Viral Bovina

.

Estudo clínico-patológico e imuno-histoquímico em dois bovinos persitentemente infectados pelo vírus da Diarreia Viral Bovina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo clínico-patológico e imuno-histoquímico em dois bovinos persitentemente infectados pelo vírus da Diarreia Viral Bovina
Autor Bitencourt, Ana Paula Gobbi de
Orientador Wouter, Angelica Terezinha Barth
Co-orientador Boabaid, Fabiana M.
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Bovinos : Doenças
Diarreia viral : Bovinos
Estudo imuno-histoquimico
Patologia : Virus
Pestivirus : Bvdv
[en] Bovine disease
[en] Persistently infected bovines
Resumo As consequências mais importantes da infecção pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) parecem estar relacionadas com perdas reprodutivas. O do BVDV é responsável por síndromes que incluem abortos, anormalidades congênitas e bovinos persistentemente infectados (PI). Ele está presente em grande parte dos rebanhos bovinos comerciais de vários países. Com base no efeito da replicação viral em cultivo celular, os isolados de BVDV podem der divididos em citopáticos (CP) e não-citopáticos (NCP). Os isolados NCP se constituem nos BVDV “verdadeiros” e são responsáveis pela maioria das infecções naturais e pelas infecções fetais persistentes. Os isolados CP são uma minoria e não são capazes de produzir infecções persistentes, são isolados quase que exclusivamente de animais com doença das mucosas (DM). O vírus CP é gerado nos animais PI a partir do vírus NCP original, através de mutações, recombinações, deleções ou rearranjos genéticos. Os animais PI excretam vírus continuamente em altos níveis em suas secreções (nasais, saliva, sêmen e leite) e excreções (urina e fezes). Animais PI são considerados a fonte mais importante do BVDV em rebanhos. Portanto, em termos de controle e erradicação, o diagnóstico de BVD deve ser focado na detecção dos animais PI. Neste trabalho dois animais foram identificados como persistentemente infectados por este vírus através da realização do exame de RT-PCR com soro sanguíneo. Posteriormente, foram coletados fragmentos de orelha para realização do exame de imuno-histoquímica (IHQ), no qual ambos os animais obtiveram resultado positivo, demonstrado pela marcação da IHQ de pele. Os dois animais foram eutanasiados e necropsiados. As principais alterações macroscópicas foram o aumento dos linfonodos mesentéricos e a evidenciação das Placas de Peyer e da polpa branca do baço. Na microscopia foi observada rarefação linfoide centrofolicular multifocal e infiltrado linfo-histiocitário nos linfonodos mesentéricos, dilatação dos vasos linfáticos no jejuno e infiltrado inflamatório mononuclear discreto na mucosa do intestino delgado. No teste de IHQ as principais células marcadas foram linfócitos e histiócitos em órgãos linfoides e em órgãos do sistema digestório, citoplasma de corpos neuronais e células da glia no encéfalo e na pele em queratinócitos da epiderme, células mononucleares da derme e epitélio de folículos pilosos, marcação esta que caracteriza bovinos persistentemente infectados pelo BVDV.
Abstract The major BVDV infection consequences seem to be related with reproductive failure. BVD virus is also responsible for abortions, congenital abnormalities, persistently infected bovine (PI). BVDV is present in most of the commercial herds of several countries. Based on cell culture replication effect, BVDV isolates can be divided into cytopathic (cp) or non cytopathic (ncp). Ncp isolates characterize the “true” BVDV and are responsible for most of the natural infections and for persistent fetal infections. There are cp isolates, that are not able to produce persistent infection, these are isolated almost exclusively from animals presenting mucosal disease (MD). Cp BVDV are generated in PI animals deriving from original ncp virus, through mutations, recombination, deletion or genetic rearrangements. PI animals excrete virus continuously in high titers through their secretions (nasal, saliva, semen and milk) and excretion (urine and feces). PI animals are believed to be the most important BVD infection cause in herds. Therefore, in terms of control and eradication, BVDV diagnosis must be focused in PI animal detection. In this study, two animals were identified as persistent infected by the virus through reverse transcriptase polymerase chain reaction (RT-PCR) from serum. Subsequently, ear fragments were collected for immunohistochemistry (IHC), both animal presented positive result demonstrated by skin IHC staining. The main gross lesions were enlargement of mesenteric lymphnodes. Peyer patches and white pulp of the spleen were evident. Microscopically, multifocal centrofollicular lymphoid depletion and mononuclear infiltrate were observed in the mesenteric lymphnode, lymphatic vessels dilation was observed in the jejunum and discrete mononuclear infiltrate in the small gut mucosa. IHC test stained lymphocytes and histiocytes in lymphoid tissue and in digestive tract, neuronal bodies cytoplasm and glial cells in the brain, keratinocytes of the skin, mononuclear cells in the dermis and follicular epithelium, staining compatible with those present in BVDV persistently infected bovine.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/38655
Arquivos Descrição Formato
000792784.pdf (1.089Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.