Repositório Digital

A- A A+

Apropriação de espaços públicos em centros urbanos : Caxias do Sul 1910-2010

.

Apropriação de espaços públicos em centros urbanos : Caxias do Sul 1910-2010

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Apropriação de espaços públicos em centros urbanos : Caxias do Sul 1910-2010
Autor Baldissera, Doris
Orientador Marzulo, Eber Pires
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Centro urbano
Cidades
Espaço público : Apropriação
Evolucao urbana
Morfologia urbana
Parque Getúlio Vargas (Caxias do Sul, RS)
Praça Dante Alighieri (Caxias do Sul, RS)
[en] Appropriation
[en] Public space
[en] Square
[en] Urban morphology
Resumo Essa dissertação tem por objetivo discutir as formas de apropriação vigentes nos espaços públicos de centros urbanos de cidades de médio ou grande porte e suas relações com a morfologia urbana. Trata-se do estudo de caso da praça Dante Alighieri e do parque Getúlio Vargas, na cidade de Caxias do Sul. O método utilizado para o desenvolvimento do estudo foi o dedutivo, de aproximação ao problema através de coleta de dados no arquivo histórico, levantamentos físicos, de técnicas de observação, entrevistas e memória oral. Foi realizado o estudo evolutivo do centro urbano da cidade, desde a efetiva implantação da praça até a atualidade, em períodos definidos de acordo com os fatos que marcaram os dois espaços públicos em questão, tendo como base os relatos de cinco atores sociais que participaram dessa construção. A partir desse embasamento foi elaborada a análise morfológica dos entornos imediatos dos espaços públicos, e para o entendimento das formas de apropriação na atualidade foram realizadas entrevistas com os usuários e não usuários desses espaços públicos. Através da análise qualitativa dos dados foi possível chegar a resultados que confirmam as formas de apropriação que se fazem na praça e o parque. A evolução da centralidade relacionada com as formas de apossamento dos espaços público demonstrou que fatos e trocas sociais do cotidiano foram se perdendo com o alargamento das fronteiras da cidade. A desagregação do conjunto arquitetônico e a verticalização interferiram nas condições de apropriação especialmente da praça, mas os elementos que apresentam maior interferência na utilização dos espaços públicos se relacionam a componente vegetal por sua possibilidade de alterar a paisagem, proporcionar conforto e envolvimento. A utilização dos espaços públicos também se refere às funções disponíveis, e a ordenação espacial especialmente dos locais de contemplação, que através de sua diversidade compositiva poderá imprimir maior qualidade e possibilitar contatos entre os usuários. Outros fatores que apontam para as formas de apropriação dos espaços se referem ao comportamento dos usuários, com relação à individualização do homem contemporâneo e aos hábitos explícitos de possessão de grupos ou individualidades que demarcam espaços e criam limites simbólicos, intimidando a utilização em diferentes graus de intensidade de parte, ou da totalidade dos espaços públicos.
Abstract This paper aims to discuss the forms of appropriation of public spaces in existing urban centers in cities of medium or large size and its relationship to urban morphology. This is the case study of the square Dante Alighieri and the park Getúlio Vargas in the city of Caxias do Sul. The method used to study the development of the deductive approach to the problem by collecting data in the historical, surveys physical, observation techniques, interviews and oral memory. We conducted the study of the evolutionary center of the city, since the effective implementation of the square to the present time periods according to the events that marked the two public spaces in question, based on reports of five social actors who participated in this construction. From that foundation was established morphological analysis of the immediate surroundings of public spaces, and to understand the forms of appropriation at present interviews with users and non users of these public spaces. Through qualitative data analysis was possible to reach results that confirm the forms of appropriation that is done in the square and the park. The centrality evolution of related forms of seizure of the facts showed that public spaces and everyday social exchanges were being lost with the extension of city boundaries. The breakdown of the architectural and vertical interfered especially in conditions of appropriation of the square, but the elements that have greater interference in the use of public spaces relate to plant compound for its ability to change the landscape, providing comfort and involvement. The use of public spaces also refers to the functions available, and especially the local spatial ordering of contemplation, that through his compositional diversity can print higher quality and allow contacts between users. Other factors that point towards the forms of appropriation of spaces relate to the behaviour of users, with respect to the individualization of the contemporary man and explicit habits of groups or individuals that possession hold spaces and create symbolic boundaries, intimidating to use in varying degrees of intensity of part or all of the public spaces.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/38943
Arquivos Descrição Formato
000824743.pdf (18.97Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.