Repositório Digital

A- A A+

Relação entre comprometimento organizacional e felicidade em funcionários de uma rede de hotelaria do Rio Grande do Sul

.

Relação entre comprometimento organizacional e felicidade em funcionários de uma rede de hotelaria do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre comprometimento organizacional e felicidade em funcionários de uma rede de hotelaria do Rio Grande do Sul
Autor Silva, Tarin Holleben
Orientador Vazquez, Ana Claudia Souza
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Psicologia Organizacional.
Assunto Bem-estar
Comprometimento organizacional
Psicologia organizacional
Psicologia positiva
Resumo Com as constantes mudanças nos processos de trabalho e na tecnologia, a relação homem-trabalho também se altera e, para as empresas, torna-se fundamental criar estratégias para vincularem seus colaboradores às suas organizações. O Comprometimento organizacional já está nas agendas de pesquisa a algum tempo, e o Bem-Estar Subjetivo vem ganhando espaço, mas ainda há muito o que se pesquisar em questões organizacionais. A relação entre as variáveis Comprometimento Organizacional e Bem-Estar Subjetivo já foi apresentada por Amaral (2008) que, dentre as várias sugestões que o autor faz de novos estudos, está a de investigar o bem-estar subjetivo em outras categorias profissionais, principalmente aquelas cujo objeto de trabalho é o próprio ser humano. E esta pesquisa busca contribuir com isto. Portanto, este estudo tem por objetivo conhecer o nível de comprometimento organizacional entre os funcionários de uma rede hoteleira do município de Bento Gonçalves e o seu nível de bem-estar subjetivo. Para medir a primeira variável utilizou-se de uma escala de 28 itens; para avaliar o Bem-Estar Subjetivo utilizou-se de 2 escalas que medem, respectivamente, Satisfação com a Vida e Afetos Positivos e Negativos. Por meio de um estudo de caso, cuja pesquisa é exploratória e de natureza qualitativa, foram aplicadas as escalas a 66 funcionários que trabalham em dois empreendimentos que compõem a rede. Os resultados apontaram a prevalência do vinculo afetivo e de satisfação com a vida e afetos positivos entre os participantes da pesquisa, indicando que na organização estudada existem aspectos que favorecem estas variáveis.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/39077
Arquivos Descrição Formato
000825147.pdf (565.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.