Repositório Digital

A- A A+

Revestimento asfáltico: análise técnica e de custo do concreto asfáltico produzido na usina da prefeitura municipal de Canoas

.

Revestimento asfáltico: análise técnica e de custo do concreto asfáltico produzido na usina da prefeitura municipal de Canoas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Revestimento asfáltico: análise técnica e de custo do concreto asfáltico produzido na usina da prefeitura municipal de Canoas
Autor Oliveira, Marco Antonio da Silva
Orientador Nunez, Washington Peres
Co-orientador Rohde, Luciana
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Canoas, sendo o maior município da Região Metropolitana de Porto Alegre, sofreu nas décadas de 1980 a 1990 um crescimento desordenado em função de diversos loteamentos irregulares na Cidade. Como consequência, hoje Canoas tem uma demanda de aproximadamente 120 km de vias urbanas a serem pavimentadas. O concreto asfáltico foi o tipo de revestimento considerado mais conveniente pelo corpo técnico da Secretaria Municipal de Obras (SMO), com uma estimativa de serem utilizadas 4 mil toneladas mensais. Com tal demanda a ser suprida, a Prefeitura, em destaque a SMO, investiu na compra de uma nova usina de asfalto capaz de atender à demanda, em substituição de outra que já não atendia às necessidades atuais. Para a produção do concreto asfáltico na nova usina a Prefeitura utiliza-se de um projeto para a mistura fornecido pela empresa que até meados de janeiro de 2011 fornecia os agregados. Porém, com o término do contrato deste fornecedor e com uma nova Tomada de Preços feita para o fornecimento dos agregados, uma nova empresa passou a fornecer os materiais. Mesmo com a mudança de fornecedor o projeto para a mistura continuou em uso, no entanto, observou-se uma grande diferença na textura do concreto asfáltico. Ainda que empiricamente, foi verificada a necessidade da formulação de um novo projeto para os novos agregados tendo em vista as suas propriedades físicas e mecânicas. Dentro da necessidade imposta, este trabalho apresenta um estudo para um novo projeto de concreto asfáltico, a ser utilizado pela Prefeitura, para os agregados fornecidos atualmente, enquadrando os mesmos na faixa C do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Os estudos realizados observam normas do DNIT e utilização do Método Marshall para a dosagem do concreto asfáltico. A realização do projeto teve inicio com a coleta de amostras dos materiais no pátio de usinagem da Prefeitura, sendo os ensaios realizados no Laboratório de Pavimentação (LAPAV) da Escola de Engenharia da UFRGS. A escolha dos percentuais de agregados e do ligante asfáltico foram obtidos através da análise dos gráficos gerados a partir dos ensaios dos corpos de prova, moldados com cinco teores de ligante asfáltico. Os resultados mostram que os materiais são apropriados, porém com alguma ressalva quanto a lamelaridade e a expressiva quantidade de materiais finos do agregado.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39143
Arquivos Descrição Formato
000825306.pdf (1.290Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.