Repositório Digital

A- A A+

Relação entre a qualidade de vida e sintomas depressivos em idosos praticantes de atividade física regular no Projeto Celari-EsEF/UFRGS

.

Relação entre a qualidade de vida e sintomas depressivos em idosos praticantes de atividade física regular no Projeto Celari-EsEF/UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre a qualidade de vida e sintomas depressivos em idosos praticantes de atividade física regular no Projeto Celari-EsEF/UFRGS
Autor Kraemer, Caroline Pistoia
Orientador Gonçalves, Andréa Krüger
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Atividade física
Depressão
Idoso
Resumo Atualmente, sabe-se que uma boa qualidade de vida está diretamente ligada à ausência de sintomas depressivos. Idosos fisicamente ativos inseridos em um grupo social, provavelmente serão mais saudáveis física e emocionalmente, tendo assim uma melhor qualidade de vida. Esse estudo teve como objetivo analisar a relação entre qualidade de vida e sintomas depressivos em idosos praticantes de exercício físico. O estudo foi do tipo descritivo. Fizeram parte da amostra 65 idosos de ambos os sexos e com idade a partir de 60 anos participantes do projeto de extensão universitária “Centro de Esporte, Lazer e Recreação do Idoso - CELARI” do curso de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul selecionados por acessibilidade. Para a verificação da qualidade de vida foi utilizado o questionário SF-36 e para a avaliação da sintomatologia depressiva, o questionário GDS. Para avaliação dos resultados utilizou-se a estatística descritiva do programa SPSS 18.0 com cálculos de média e desvio padrão, além do teste de correlação de Pearson. A média da pontuação no SF foi de 116,052 e no GDS de 6,08. Tais valores indicam uma avaliação satisfatória da qualidade de vida e a presença de sintomatologia leva a moderada de sintomas depressivos. A correlação de Pearson indicou correlação negativa estatisticamente significativa entre o somatório do SF-36 e o somatório do GDS com p<0,05. A partir do estudo desenvolvido é possível afirmar que existe relação entre qualidade de vida e sintomas depressivos em idosos praticantes de atividade física regular, indicando a necessidade de mais estudos relacionados à temática, especificamente com diferentes tipos de amostra. É importante ressaltar a importância de estudos relacionados à saúde física e emocional da população idosa, pois eles fornecem dados fundamentais para a implantação de programas na saúde pública.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39168
Arquivos Descrição Formato
000825779.pdf (610.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.