Repositório Digital

A- A A+

Análise da atividade eletromiografica dos músculos rotadores externos do ombro em diferentes exercícios de força

.

Análise da atividade eletromiografica dos músculos rotadores externos do ombro em diferentes exercícios de força

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da atividade eletromiografica dos músculos rotadores externos do ombro em diferentes exercícios de força
Autor Brusco, Clarissa Müller
Orientador Lima, Claudia Silveira
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Eletromiografia
Treinamento de força
[en] Electromyography
[en] External rotators
[en] Infraspinatus
[en] Teres minor
[en] Weight exercises
Resumo O objetivo desse estudo foi classificar oito diferentes exercícios de força usando eletromiografia (EMG) de superfície para monitorar os níveis de ativação muscular dos músculos infra-espinal e do redondo menor. Exercícios avaliados: crucifixo invertido, puxada inclinada, rotação externa com adução de ombro, rotação externa na máquina Cross Over, rotação externa com halteres, remada alta, remada baixa e voador invertido. A amostra foi composta por três homens com idade entre 18 e 30 anos familiarizados com treino de força que compareceram em 4 dias de coleta. No primeiro dia foram feitas as medidas antropométricas, a coleta de sinal EMG na contração isométrica voluntária máxima (CIVM), e foram feitos os testes de 10 repetições máximas (RMs) em quatro exercícios, conforme randomização. No segundo dia foram feitos os testes de 10 RMs nos quatro exercícios de força faltantes. No terceiro e quarto dias foram realizadas as coletas de sinal EMG nos oito exercícios de força com as cargas estabelecidas nos testes de 10RMs. Para cada um dos exercícios foi calculada a média do valor RMS da 2ª, 3ª, 4ª e 5ª repetição. Os dados foram normalizados pelo valor RMS obtido na CIVM. Uma análise descritiva dos resultados foi realizada e os valores expressos em média e desvio padrão. Para o músculo infra-espinal a rotação externa no Cross Over, a rotação externa com halteres e o crucifixo invertido apresentaram os maiores níveis de ativação. Para o redondo menor a puxada inclinada a remada baixa, voador invertido apresentaram as maiores médias. Os resultados obtidos nesse estudo mostraram padrões de ativação muscular diferentes para o músculo infra-espinal e para o redondo menor, sugerindo que apesar de ambos serem rotadores externos e extensores horizontais, os exercícios que provocam maior ativação muscular para o infra-espinal são os de rotação externa e para o redondo menor são aqueles envolvendo extensão horizontal.
Abstract The purpose of this study was to classify eight different weight exercises using surface electromyography (EMG) to obtain the activation levels of the infraspinatus and teres minor muscles. Exercises evaluated: bent-over shoulder raise, inclined pull down, external rotation with shoulder abducted, external rotation in Cross Over machine, external rotation with dumbbell, wide-grip seated row, middle-grip seated row and reverse chest fly. The sample was composed by three men aged between 18 and 30 years old familiarized with weight training that had to attend in four days of study. In the first day the anthropometric measurements were made, EMG signal was captured for the maximal voluntary isometric contraction (MVIC) and the 10 maximal repetition (10 RM) test were made in four weight exercises. In the second day the 10 RM test in the other four weight exercises were made. In the third and fourth day EMG signal was captured in the 8 weight exercises with the load established in the 10 RM tests. For each exercise the mean RMS value of the 2ª, 3ª, 4ª and 5ª repetition of the 10RM tests was calculated. Data was normalized using the value obtained from MVIC. The results are expressed in mean and stand deviation and will be presented descriptively. For the infraspinatus muscle the external rotation in Cross Over machine, the external rotation with dumbbell and the bent-over shoulder raise had the biggest activation levels. For the teres minor muscle inclined pull down the middle-grip seated row and the reverse chest fly had the biggest levels. The results obtained in this study showed different patterns of the muscular activation for the infraspinatus and teres minor, suggesting that exercises that cause the biggest activation for the infraspinatus are external rotation and for teres minor are the horizontal extension exercises.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39173
Arquivos Descrição Formato
000825817.pdf (498.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.