Repositório Digital

A- A A+

Relação entre o desempenho motor, a percepção de competência motora e o tempo de engajamento nas aulas de educacção física : um estudo com pré-escolares

.

Relação entre o desempenho motor, a percepção de competência motora e o tempo de engajamento nas aulas de educacção física : um estudo com pré-escolares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre o desempenho motor, a percepção de competência motora e o tempo de engajamento nas aulas de educacção física : um estudo com pré-escolares
Autor Pontes, Maicon Felipe Pereira
Orientador Palma, Miriam Stock
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Corrida
Marketing esportivo
Resumo A idade pré-escolar se caracteriza por ser uma fase onde o movimento assume um papel essencial na vida das crianças, nas suas brincadeiras, nos seus jogos, na comparação com seus pares. A literatura aponta que quanto mais a criança se sente competente mais se engaja em atividades motoras e quanto mais as repete, mais refinadas as habilidades se tornam. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi verificar se há relação entre o desempenho motor, a percepção de competência motora e o tempo de engajamento motor durante as aulas de Educação Física de crianças em idade pré-escolar. A amostra foi constituída por 17 crianças com idades entre 4 e 5 anos, matriculadas na turma de Jardim A da Creche Francesca Zacaro Faraco da UFRGS e que frequentam as aulas de Educação Física oferecidas pela instituição. Foram ultizados três instrumentos: para avaliar o desempenho motor, o Test of Gross Motor Development – Second Edition (TGMD-2), de Ulrich (2000); para avaliar a percepção de competência motora, a subescala relativa a esse domínio (motor) do The Pictorial Scale of Perceived Competence and Acceptance for Young Children, de Harter e Pike (1980); e para avaliar o tempo de engajamento motor foram filmadas duas aulas de Educação Física onde posteriormente foram verificados os tempos em que as crianças se encontravam motoramente engajadas nas atividades de acordo com os objetivos das aulas. Não foram encontradas relações entre o desempenho motor, a percepção de competência motora e o tempo de engajamento durante as aulas de Educação Física.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39327
Arquivos Descrição Formato
000825047.pdf (490.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.