Repositório Digital

A- A A+

Representações culturais de educadoras de escolas de educação infantil sobre educação física : um estudo de caso na rede municipal de ensino de Gravataí/RS

.

Representações culturais de educadoras de escolas de educação infantil sobre educação física : um estudo de caso na rede municipal de ensino de Gravataí/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Representações culturais de educadoras de escolas de educação infantil sobre educação física : um estudo de caso na rede municipal de ensino de Gravataí/RS
Autor Silva, Silvia Debastiani Rennó da
Orientador Traversini, Clarice Salete
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Educação física escolar
Educação infantil
[en] Cultural representation of educators
[en] Cultural studies
[en] Early childhood education
[en] Physical education for children
Resumo O trabalho consiste em compreender e identificar as representações culturais das educadoras das Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI’s), de Gravataí/RS, sobre Educação Física (EF). Pretende-se também compreender como está inserido o componente curricular Educação Física no contexto apresentado visando contribuir para o levantamento de necessidades de formação docente na área. Desta forma o problema da pesquisa é: que representações de educação física infantil estão sendo construídas pelas educadoras desta etapa da educação básica, no município de Gravataí/RS e como este componente curricular vem sendo tratado nas suas práticas? O trabalho está inserido na perspectiva dos Estudos Culturais e, para tanto, as contribuições de Silva (2006 e 2009), Costa (2004 e 2000) e Nelson; Treichler e Grossberg (1995) foram importantes na construção dos conceitos apresentados. Para compreender alguns aspectos históricos e pedagógicos da EF e sua importância na Educação Infantil (EI) contou-se com Bracht (1999), Ferraz (1996), Mattos & Neira (2007), entre outros. Para concretização do objetivo utilizouse como metodologia o estudo de caso e como instrumento um questionário com uso de imagens, aplicado no primeiro semestre de 2011 e contou com a participação de 79 (69%) educadoras das EMEI’s de Gravataí/RS. Por meio das análises realizadas foi possível constatar que as representações se concentram em três eixos: a) Narram que ao ministrar a aulas priorizam: conteúdos (esportes, percepção, motricidade, etc.), materiais (bambolê, bola, corda, cone, etc.) e atividades (arremessar, circuito, exercícios psicomotores, etc.). Aquelas que não ministram aulas justificam por não se sentirem capacitadas para realizar a atividade ou realizam atividades corporais, mas não as consideram como EF. Diante desta primeira análise identifica-se uma prática voltada ao desenvolvimento motor da criança para as educadoras que dizem realizar EF. Já aquelas que dizem não realizar EF talvez não reconheçam as especificidades da EF Infantil nas suas práticas. Compreendo que esta prática pode indicar a necessidade de uma formação docente que seja específica e discuta a EF na EI. b) Quando as educadoras analisam as imagens é possível perceber que representam a EF na EI como uma aula: para o Movimento/Corpo (corpo em movimento ou controle do mesmo); para o comportamento (afeto, respeito, socialização) e; para o desenvolvimento de atividades que são especificas da EF (circuito, jogos – principalmente os esportivos – atividades lúdicas, etc.). Aqui as representações indicam uma EF que ajuda no trabalho de um corpo que se movimenta de forma controlada, tanto no sentido motor (desenvolvimento de habilidades motoras fundamentais, conhecimentos sobre o corpo, etc.) quanto social (respeito às regras, socialização, etc.) através de atividades direcionadas e bem organizadas. c) Ao representar a EF pelas imagens, as educadoras com maior nível de escolaridade tendem a indicar “todas as imagens” como representativas da EF, enquanto que as de menor escolaridade tendem a indicar apenas uma imagem na qual a aula está sendo realizada em local aberto e os alunos estão bem organizados (corporal e espacialmente) para executar a atividade. Algumas das educadoras que escolheram apenas uma das imagens como representativas da EF na EI, a indicam por corresponder melhor à sua prática. Isso mostra que as representações construídas pelas educadoras estão fortemente vinculadas tanto às suas experiências pessoais quanto aos conhecimentos adquiridos e vivenciados na área da EF.
Abstract The objective of the work is to understand and identify the cultural representations of the teachers of Early Childhood Education Schools (EMEI's), of district of Gravataí/RS on Physical Education (PE). The aim is also to understand how the Physical Education curriculum component is inserted in the context presented, with the purpose to contribute to the needs assessment of teacher training in the area. Thus the research problem is: representations of physical education that children are being built by the educators of this stage of basic education in the town of Gravesend / RS and how this curriculum component has been treated in their practices? The work is inserted in the perspective of cultural studies and, therefore, the contributions of Smith (2006 and 2009), Costa (2004 and 2000) and Nelson, Treichler e Grossberg (1995) were important in the construction of the concepts presented. To understand some historical and educational aspects of PE and its importance in Early Childhood Education (ECE) relied on Bracht (1999), Ferraz (1996), Mattos & Neira (2007), among others. To achieve the methodological objective was used as a case study tool and a questionnaire with use to images applied in the first half of 2011 and was attended by 79 (69%) of EMEI's educators of Gravataí/RS. Through the analysis performed, we determined that the representations focus on three areas: a) tell us that when they give FE classes they prioritize: content (sports, perception, movement, etc...) Materials (hoop, ball, rope, cones, etc.) and activities (shooting, circuit, psychomotor exercises, etc.). Those who do not teach classes justify not feel qualified to perform the activity or perform physical activities, but not see them as FE. With this first analysis is possible to identify a practice focused on the child's motor development for educators who say do FE. Already those who say they do not teach FE may not recognize the specificities of FE for Children in their practices. I understand that this practice may indicate the necessity for specific teacher training with the objective to discuss the FE in ECE. b) When educators analyze the images you can see that in FE represent the ECE as a class: for the Movement / Body (body movement or control of it) for the behavior (affection, respect, socialization)and the development of activities that are specific to FE (circuit, games - especially sports - recreational activities, etc.) In this point the representations indicate an FE that supports the work of a body that moves in a controlled manner, both in the motor sense (development of fundamental movement skills, knowledge of the body, etc.) and social (respect for rules, socialization, etc.) through directed and well organized activities. c) To represent the FE by images the teachers with higher education tend to indicate "all images" as representative of FE, while those with lower education tend to indicate only one image in which the class is being held in a open place and students are well organized (body and spatial organization) to perform the activity. Some of the teachers, who chose only one of the images as representative of FE in ECE, choose it to indicate a better match to your practice. This shows that the representations constructed by the educators are strongly linked to both their personal experiences and about the knowledge and experienced acquired in the area of FE.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39344
Arquivos Descrição Formato
000825382.pdf (2.395Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.