Repositório Digital

A- A A+

Working memory capacity and lexical access in advanced students of L2 english

.

Working memory capacity and lexical access in advanced students of L2 english

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Working memory capacity and lexical access in advanced students of L2 english
Autor Silveira, Flávia de Sousa Dias da
Orientador Finger, Ingrid
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Licenciatura.
Assunto Acesso lexical
Memória de trabalho
Segunda língua
[en] Lexical access
[en] Second language
[en] Working memory
Resumo Este trabalho tem como objetivo investigar a relação entre a memória de trabalho e o acesso lexical em segunda língua. Acredita-se que a memória de trabalho, responsável pelo armazenamento de informações em curto prazo, desempenhe um papel importante no aprendizado de segunda língua (BADDELEY, 2003) e que quanto maior for a capacidade de armazenamento, maior será o vocabulário e mais rápido se dará o acesso a essas informações (TOKOWICZ, MICHAEL & KROLL, 2004). Utilizando modelos de testes de capacidade de memória de trabalho e de acesso lexical, alunos com alto grau de proficiência foram testados para tentar provar essa relação. Com a análise dos resultados, ficou provado que a capacidade da memória de trabalho interfere positivamente na acurácia dos participantes na tarefa de tradução em alunos com alto grau de proficiência em Inglês como segunda língua, mas não interfere de maneira significativa no tempo de resposta dos participantes.
Abstract This paper wants to investigate the relation between working memory and lexical access in a second language. It is believed that working memory, responsible for keeping information in a short time period, has an important role in second language acquisition (BADDELEY, 2003) and that bigger it is the working memory capacity bigger will be the vocabulary and faster will be the access to this information (TOKOWICZ, MICHAEL & KROLL, 2004). Using working memory capacity tests and lexical access tests, English students with a high level of proficiency in English were tested to prove this relation. After data analyzes, it was corroborated the hypothesis that working memory capacity interferes positively in participants’ accuracy in the translation task, but not in a significant way in participant’s response time.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39423
Arquivos Descrição Formato
000824076.pdf (950.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.